Putin troca ministro da Defesa russo em movimento surpreendente

Presidente russo deve trocar Sergei Shoigu por Andrey Belousov, dizem agências de notícias

Bloomberg

O presidente russo, Vladimir Putin, em reunião com membros do governo em Moscou, Rússia 06/05/2024 Sputnik/Alexander Astafyev/Kremlin via REUTERS

Publicidade

O presidente da Rússia Vladimir Putin fez neste domingo (12) uma mudança nos cargos de chefia da Defesa do país, num movimento surpreendente, à medida que as forças russas avançam na guerra contra a Ucrânia.

Putin indicou Andrey Belousov, 65, como novo ministro da Defesa, substituindo Sergei Shoigu, 68, que deverá assumir a chefia do Conselho de Segurança.

Economista, Belousov é vice-primeiro-ministro e, antes disso, serviu como assessor econômico de Putin. Shoigu, que atua como ministro da Defesa desde 2012, assumirá o cargo de chefe do Conselho de Segurança após a demissão de Nikolai Patrushev, que deverá assumir outro cargo, de acordo com a ordem de Putin.

Continua depois da publicidade

Shoigu foi alvo do fundador do grupo paramilitar Wagner, Yevgeny Prigozhin, quando ele liderou uma revolta de junho de 2023. Shoigu tem sido um aliado próximo de Putin, acompanhando-o em viagens de caça e passeios a cavalo na Sibéria, amplamente cobertos pela mídia russa, além de ter chefiado o Ministério de Emergências da Rússia durante quase 20 anos.

A Rússia tem obtido recentemente ganhos locais limitados ao longo da linha da frente na Ucrânia, à medida que as forças locais sofrem com a escassez de armas e mão-de-obra, além da extrema necessidade de mais sistemas de defesa aérea.

O Kremlin controla quase 20% do território ucraniano, mas suas forças avançam com cuidado, uma vez que Putin tem sido cauteloso em ordenar outra mobilização impopular depois de a convocação de 300 mil russos, em setembro de 2022, ter provocado pânico e um êxodo do país.

Continua depois da publicidade

© 2024 Bloomberg L.P.

Tópicos relacionados