Premiê eslovaco Robert Fico está em condição “muito grave” após cirurgia

Ataque a tiros foi a primeira grande tentativa de assassinato de um líder político europeu em mais de 20 anos e provocou condenação internacional; premiê tem opiniões favoráveis ao governo russo no conflito com a Ucrânia

Reuters

O premiê eslovaco Robert Fico em Berlim - 24/1/2024 (Reuters/Nadja Wohlleben)

Publicidade

Banska Bystrica, Eslováquia (Reuters) – O primeiro-ministro da Eslováquia, Robert Fico, estava em condição “muito grave”, mas estável, nesta quinta-feira (16), segundo uma autoridade do hospital, depois de ter sido baleado cinco vezes em uma tentativa de assassinato que revelou profundas divisões políticas no país.

O ataque a tiros foi a primeira grande tentativa de assassinato de um líder político europeu em mais de 20 anos e provocou condenação internacional, com analistas políticos e parlamentares dizendo que é um indicativo de um clima político cada vez mais agitado e polarizado em todo o continente.

A presidente eslovaca, Zuzana Caputova, fez um apelo por calma nas tensões políticas e disse que convidaria todos os líderes dos partidos no Parlamento para uma reunião. O aliado de Fico e presidente eleito, Peter Pellegrini, instou os partidos a suspender ou moderar a sua campanha para as eleições ao Parlamento Europeu do próximo mês.

Continua depois da publicidade

“Se há algo que o povo da Eslováquia necessita urgentemente hoje, é pelo menos um consenso básico e unidade entre os representantes políticos eslovacos”, disse Pellegrini, que venceu as eleições de abril para o cargo primordialmente cerimonial de presidente.

O site de notícias tvnoviny.sk informou na quinta-feira que a polícia havia acusado o suspeito de tentativa de assassinato e que ele poderia pegar prisão perpétua.

Miriam Lapunikova, diretora do Hospital Universitário F.D. Roosevelt, em Banska Bystrica, onde Fico está internado, disse que o primeiro-ministro foi submetido a cinco horas de cirurgia com duas equipes para tratar de vários ferimentos a bala.

Continua depois da publicidade

“Nesse momento, sua condição está estabilizada, mas é realmente muito grave, ele ficará na unidade de terapia intensiva”, afirmou ela aos repórteres.

Suspeito é ex-segurança

O suspeito atirou em Fico, de 59 anos, enquanto o primeiro-ministro cumprimentava apoiadores na rua após presidir uma reunião do governo na cidade de Handlova, na região central da Eslováquia.

A mídia eslovaca noticiou que o atirador de 71 anos era um ex-segurança de um shopping center, autor de três coleções de poesia e membro da Sociedade Eslovaca de Escritores. De acordo com a agência de notícias Aktuality.sk, o filho do suspeito disse que o pai era detentor legal de uma licença de porte de arma. Não houve confirmação oficial da identidade e antecedentes do atirador.

Continua depois da publicidade

Fico dominou a política eslovaca durante grande parte das últimas duas décadas, unindo visões econômicas de esquerda com nacionalismo e explorando o descontentamento generalizado sobre os padrões de vida. Mas ele também se revelou uma figura divisiva, com os críticos dizendo que as novas reformas ameaçam o Estado de direito e a liberdade dos meios de comunicação.

Os apelos dele ao fim das sanções à Rússia e à suspensão do fornecimento de armas à Ucrânia tornaram-no querido por Moscou, e o presidente Vladimir Putin e outros políticos russos têm sido proeminentes entre aqueles que condenaram a tentativa de assassinato.