Pesquisa prevê vitória recorde dos Trabalhistas em eleição geral do Reino Unido

Trabalhistas, de centro-esquerda, levarão 422 assentos no parlamento, segundo a pesquisa, dando-lhes uma vantagem de 194 cadeiras

Reuters

Residência oficial do primeiro-ministro do Reino Unido, em 10 Downing Street, Londres
26/04/2024
REUTERS/Hollie Adams
Residência oficial do primeiro-ministro do Reino Unido, em 10 Downing Street, Londres 26/04/2024 REUTERS/Hollie Adams

Publicidade

(Reuters) – O Partido Trabalhista, principal legenda de oposição no Reino Unido, deve conseguir a maior vitória da sua história na eleição geral do próximo mês, com uma margem superior à de 1997 com o ex-primeiro-ministro Tony Blair, disse o instituto de pesquisa YouGov nesta segunda-feira (3).

A pesquisa do YouGov projetou que os Trabalhistas, de centro-esquerda, levarão 422 assentos no parlamento, dando-lhes uma vantagem de 194 cadeiras, enquanto os Conservadores do primeiro-ministro Rishi Sunak caminham para obter seu menor número de assentos em mais de um século.

Diversifique investindo no Brasil e no exterior usando o mesmo App com o Investimento Global XP

Continua depois da publicidade

Os Conservadores devem ser reduzidos a 140 assentos, segundo a pesquisa de regressão multinível e pós-estratificação (MRP) que usa grandes conjuntos de dados e análise demográfica para prever os resultados dos assentos individualmente.

O YouGov afirmou que os Conservadores sofrerão a maior redução de apoio desde 1906 e seu modelo sugere que o partido pode estar prestes a ser “quase erradicado” em muitas regiões, incluindo Londres, Nordeste, Noroeste e Gales.

Os dados da pesquisa foram coletados antes do entusiasta do Brexit, Nigel Farage, assumir a liderança do Partido Reformista, rival de direita, na segunda-feira, o que analistas dizem que pode prejudicar ainda mais a votação dos Conservadores.

Continua depois da publicidade

Uma pesquisa MRP anterior do YouGov publicada no começo de abril — antes de Sunak surpreender os analistas políticos e até alguns parlamentares ao convocar uma eleição para o verão do hemisfério norte — mostrou os Trabalhistas vencendo 403 assentos nacionalmente, se a eleição geral fosse realizada naquela época.

Um partido precisa de apenas 320 cadeiras para conseguir uma maioria no Parlamento.

As pesquisas de opinião mostram os Trabalhistas, liderados por Keir Starmer, consistentemente cerca de 20 pontos à frente dos Conservadores.

Continua depois da publicidade

A mais recente pesquisa do YouGov também projetou que o Partido Nacional Escocês, pró-independência, que está em seu terceiro líder em pouco mais de um ano, perderá mais da metade dos seus assentos.

Os Trabalhistas, fora do poder há 14 anos, devem levar 34 cadeiras na Escócia, o que lhes daria o maior número de assentos escoceses no Parlamento britânico, de acordo com o YouGov.

A pesquisa projetou que Conservadores seniores, como o ministro das Finanças, Jeremy Hunt, o ministro da Defesa, Grant Shapps, a líder da Câmara dos Comuns, Penny Mordaunt, e o proeminente entusiasta do Brexit, Jacob Rees-Mogg, podem perder seus assentos.

Continua depois da publicidade

“Eu acho que apenas uma pesquisa importa e é no dia da eleição”, disse Shapps, à estação de rádio LBC, ao ser questionado sobre a pesquisa do YouGov. “Nós venceremos esta eleição”, disse.