Pesquisa indica forte derrota de conservadores para trabalhistas no Reino Unido

Levantamento aponta que o Partido Trabalhista pode alcançar 403 assentos na eleições deste ano, contra 155 do Partido Conservador; primeiro-ministro Rishi Sunak enfrenta turbulência política

Reuters

O Parlamento do Reino Unido (Jess Taylor)

Publicidade

Londres (Reuters) – O Partido Conservador do primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, está fadado a uma pesada derrota nas eleições nacionais previstas para este ano, de acordo com uma projeção de cadeiras publicada nesta quarta-feira (3), que mostrou o Partido Trabalhista da oposição conquistando mais de 400 assentos.

O modelo da YouGov, que prevê resultados em cadeiras parlamentares individuais com base na participação estimada de votos, projetou que os conservadores de Sunak ganhariam apenas 155 assentos e os trabalhistas conquistariam com 403 assentos. O Parlamento britânico tem 650 cadeiras.

As pesquisas têm mostrado consistentemente uma vantagem de dois dígitos dos trabalhistas sobre os conservadores, antes de uma eleição que Sunak tem afirmado que espera convocar no segundo semestre do ano.

Planilha Gratuita

Fuja dos ativos que rendem menos com essa ferramenta gratuita

Baixe a Calculadora de Renda Fixa do InfoMoney e compare a rentabilidade dos ativos

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Turbulência política

Os conservadores estão no governo, seja em coalizão ou sozinhos, desde 2010, mas tiveram cinco primeiros-ministros diferentes nesse período, já que o votação no Reino Unido para deixar a União Europeia e o escândalo sobre a forma como lidou com a crise da covid-19 levaram a uma contínua turbulência política.

A pesquisa indicou que Sunak ainda está lutando para ganhar impulso após um Orçamento com redução de impostos no mês passado e antes das eleições locais, em maio. O modelo mostrou que os conservadores estão se saindo um pouco pior — e os trabalhistas, melhor — do que quando a YouGov publicou essa projeção pela última vez, em janeiro.

A YouGov agora projeta que os conservadores conquistariam menos cadeiras do que em 1997, quando obtiveram apenas 165 cadeiras em uma derrota esmagadora para o Partido Trabalhista, liderado por Tony Blair.

Continua depois da publicidade

Entre os parlamentares conservadores proeminentes que poderiam perder suas cadeiras estão o ministro das Finanças, Jeremy Hunt, e a ex-candidata à liderança Penny Mordaunt, disse a YouGov.

O modelo projetou que os trabalhistas ficariam aquém das 418 cadeiras conquistadas sob Blair, com a maioria projetada de 154 cadeiras também inferior à maioria de 179 conquistada em 1997.

A YouGov entrevistou 18.761 adultos britânicos de 7 a 27 de março para a pesquisa. O número é muitas vezes maior do que o de pesquisas de opinião regulares e a YouGov disse que o método previu corretamente as duas eleições anteriores.

A YouGov disse que o resultado eleitoral principal baseado no modelo veria os trabalhistas com 41% dos votos e os conservadores com 24%, embora tenha advertido que os resultados poderiam parecer diferentes das pesquisas regulares devido ao tratamento dado àqueles que não têm intenção de voto no momento.