Papa repete insulto contra homossexuais em reunião a portas fechadas, diz agência

Segundo a Ansa, Francisco repetiu o termo nesta terça-feira ao se reunir com padres romanos

Reuters

Papa Francisco (REUTERS/Ciro De Luca)

Publicidade

O papa utilizou novamente uma palavra altamente depreciativa à comunidade homossexual, pela qual ele já havia pedido desculpas no mês passado, disse a agência Ansa nesta terça-feira (11).

A mídia italiana havia atribuído ao papa o uso da palavra “frociaggine”, um termo vulgar italiano que se traduz aproximadamente como “viadagem”, em uma reunião a portas fechadas com bispos italianos em 20 de maio.

Segundo a Ansa, Francisco repetiu o termo nesta terça-feira ao se reunir com padres romanos, dizendo que “há um ar de viadagem no Vaticano” e que é melhor que jovens com tendência homossexual não recebam permissão para entrar em seminários.

Continua depois da publicidade

Questionado sobre a mais recente reportagem, o gabinete de imprensa do Vaticano apontou para um comunicado que havia emitido sobre a reunião de terça-feira com os padres, no qual o papa reitera a necessidade de receber pessoas homossexuais na Igreja e de ter cautela em relação a elas se tornarem seminaristas.

Após a primeira reportagem sobre o uso da palavra, o jornal Corriere della Sera citou bispos não identificados que estavam na sala sugerindo que o papa, um argentino, pode não ter percebido que o termo italiano que ele usou é ofensivo.

Francisco, de 87 anos, recebeu créditos por fazer aberturas substanciais à comunidade LGBT durante os seus 11 anos de papado. Alguns observadores do Vaticano dizem que seus tropeços recentes prejudicam sua autoridade e levantam questões sobre suas convicções e sobre o caminho de reformas que tem em mente para a Igreja.