Milei nomeia ex-adversária Patricia Bullrich como ministra da Segurança da Argentina

Bullrich voltará ao cargo que ocupou entre 2015 e 2019 durante o governo do ex-presidente Mauricio Macri

Reuters

Javier Milei e Patricia Bullrich (Foto: Tomas Cuesta/Getty Images)

Publicidade

(Reuters) – O presidente eleito da Argentina, Javier Milei, nomeará Patricia Bullrich como ministra da Segurança do país, informou seu gabinete em comunicado nesta sexta-feira, em mais um sinal de que o ultralibertário está montando um governo mais moderado.

Bullrich, que foi a candidata do principal bloco conservador de oposição, era a favorita nas pesquisas para vencer a eleição presidencial, mas não conseguiu chegar ao segundo turno e acabou apoiando Milei na disputa contra o ministro da Economia peronista, Sergio Massa.

Ao apoiar o adversário, Bullrich levou a maior parte de sua coalizão de centro-direita e ajudou Milei a obter uma grande vitória no mês passado. O novo governo tomará posse em 10 de dezembro.

Continua depois da publicidade

Bullrich voltará ao cargo que ocupou entre 2015 e 2019 durante o governo do ex-presidente Mauricio Macri. Durante a campanha, ela havia prometido uma postura dura contra o crime, e reiterou as posições nesta sexta-feira.

“A Argentina precisa de ordem”, disse ela em um comunicado após sua nomeação. “Seremos implacáveis contra o crime e travaremos uma luta sem trégua contra o tráfico de drogas.”

A Argentina está enfrentando uma crise econômica com inflação de três dígitos, reservas líquidas profundamente negativas e um programa de resgate de 44 bilhões de dólares com o Fundo Monetário Internacional (FMI) que saiu dos trilhos.

(Por Gabriel Araujo)