Maersk diz que vai retomar embarques pelo Mar Vermelho

Após ataques a navios, conglomerado global de transporte e logística havia interrompido operações

Estadão Conteúdo

(Bloomberg)

Publicidade

A Moller-Maersk disse no domingo, 24, que planeja reiniciar os embarques através do Mar Vermelho depois de interromper as operações no início deste mês, após ataques a seus navios. A empresa de transporte e logística disse que começou a se preparar para permitir que os navios retomem os movimentos no sentido leste e oeste pelo Mar Vermelho, uma via navegável que leva ao Canal de Suez e uma importante via para o comércio global.

“Estamos atualmente trabalhando nos planos para que os primeiros navios façam o trânsito e para que isso aconteça o mais rápido possível operacionalmente”, disse a empresa em um comunicado ao cliente que também alertou que seus planos poderiam mudar novamente.

Executivos da indústria disseram no domingo que o retorno ao Mar Vermelho seria gradual, sem expectativa de retorno em massa de navios na hidrovia antes do ano novo.

Continua depois da publicidade

As forças Houthi do Iêmen atacaram nos últimos meses navios comerciais que transitavam pela região, aumentando os custos para os transportadores e levantando preocupações sobre a estabilidade do comércio através do Canal de Suez.

A situação levou os EUA e aliados a mobilizar navios de guerra para impedir novos ataques. A Maersk citou no domingo o esforço, denominado Operação Prosperity Guardian, ao explicar por que estava tomando medidas para retomar o envio de navios porta-contêineres pela região.

A empresa disse que divulgaria detalhes nos próximos dias. Este mês, foram desviados dezenas de navios em torno do Cabo da Boa Esperança.

(Dow Jones Newswires)