Hospital diz que 43 pessoas do voo da Singapore Airlines seguem em tratamento

Os 43 pacientes estão em três hospitais diferentes em Bangkok, informou o hospital Samitivej Srinakarin em comunicado neste sábado

Reuters

Aeronave da Singapore Airlines na pista após solicitar pouso de emergência no Aeroporto Internacional Suvarnabhumi de Bangkok, na Tailândia 21/05/2024 (Foto: Pongsakornr Rodphai/Divulgação via REUTERS)

Publicidade

BANGKOK (Reuters) – Quarenta e três pessoas que estavam a bordo do voo da Singapore Airlines que passou por forte turbulência permanecem hospitalizados em Bangkok, quatro dias após a emergência, informou um hospital da capital tailandesa neste sábado.

Os 43 pacientes estão em três hospitais diferentes em Bangkok, informou o hospital Samitivej Srinakarin em comunicado.

No hospital Samitivej Srinakarin, onde estão 34 dos pacientes, sete estão em terapia intensiva — três australianos, dois malaios, um britânico e um neozelandês, disse o comunicado.

Continua depois da publicidade

Os outros 27 pacientes do voo que estão no hospital incluem oito cidadãos britânicos, seis australianos, cinco malaios e dois filipinos, disse o comunicado.

Na quinta-feira, o diretor do hospital Samitivej Srinakarin disse aos repórteres que 22 pacientes sofreram lesões na medula espinhal e seis tiveram lesões cerebrais e cranianas, mas nenhum apresentava risco de vida.

Um passageiro morreu de suspeita de ataque cardíaco e dezenas ficaram feridos na terça-feira, depois que o voo SQ321 da Singapore Airlines, voando de Londres para Cingapura, encontrou o que a companhia aérea descreveu como turbulência extrema e repentina enquanto sobrevoava Mianmar.

Continua depois da publicidade

O voo transportando 211 passageiros e 18 tripulantes foi desviado para Bangkok para um pouso de emergência.

(Reportagem de Orathai Sriring e Kitiphong Thaichareon)

Diversifique investindo no Brasil e no exterior usando o mesmo App com o Investimento Global XP

Tópicos relacionados