DeSantis desiste de candidatura e anuncia que vai apoiar Trump na corrida presidencial

Governador da Flórida anunciou sua saída da disputa no domingo, após uma derrota desanimadora em Iowa na semana passada; a ex-governadora da Carolina do Sul Nikki Haley continua na corrida

Roberto de Lira

Ron DeSantis (Foto: Scott Olson/Getty Images)

Publicidade

O governador da Flórida, Ron DeSantis, anunciou neste domingo que está encerrando su campanha visando a indicação pelo Partido Republicano para a disputa presidencial neste ano e que vai apoiar o ex-presidente Donald Trump. A comunicação foi feita às vésperas da primárias de New Hampshire, marcadas para esta terça-feira (23)

DeSantis teve um desanimador segundo lugar na “caucus” de Iowa, na semana passada, ficando 30 pontos atrás de Trump e muito próximo da outra candidata, a ex-governadora da Carolina do Sul Nikki Haley. Isso mesmo tendo investido milhões em sua campanha e dedicado grande parte de seu tempo em visitas a todos os 99 condados do estado.

“[Trump] tem o meu apoio porque não podemos voltar à velha guarda republicana de antigamente, uma forma reembalada de corporativismo requentado que Nikki Haley representa”, disse o governador ontem à tarde. Pouco depois de DeSantis se retirar, a campanha de Trump divulgou um comunicado dizendo que o ex-presidente ficou “honrado” com o endosso do de DeSantis.

Continua depois da publicidade

A campanha de Haley disse em comunicado que ela continua na disputa e sustentou que os apoiadores de DeSantis estavam divididos entre ela e Trump. Numa entrevista à CNN a ex-governadora encorajou os apoiantes do governador da Florida a escolhê-la se quiserem uma “líder da nova geração”, dizendo que ela é “a conservadora que consegue fazer isso”.

No entanto, várias pesquisas recentes mostraram que a grande maioria dos apoiadores de DeSantis têm Trump como sua segunda opção de escolha.