Viagem: 14 empresas de transporte aéreo e rodoviário são autuadas pelo Procon

Foram encontradas irregularidades em empresas dos aeroportos de Congonhas e Guarulhos e nas rodoviárias do Tietê e Barra Funda

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Procon-SP (Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor) fiscalizou, entre os dias 13 e 17 de fevereiro, 66 empresas de transporte aéreo e rodoviário, sendo que 14 foram autuadas por irregularidades.

Foram fiscalizadas empresas aéreas atuantes nos aeroportos de Congonhas e Guarulhos e empresas de transporte rodoviário nas rodoviárias do Tietê e Barra Funda.

Entre as empresas de transporte rodoviário, o Procon encontrou irregularidades como falta de informações sobre o preço das passagens; falta de informação do número do SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor); falta de divulgação dos direitos do passageiro.

Aprenda a investir na bolsa

Aéreas
Entre as maiores irregularidades praticadas pelas empresas aéreas, estão falta de ampla divulgação nos aeroportos sobre a existência, finalidade e formas de utilização de canais de atendimento da empresa, dirigidos a passageiros em geral e pessoas com deficiência; falta de divulgação das normas da aviação civil pertinentes ao serviço prestado e acesso para o portal da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil); falta de atendimento prioritário a pessoas com deficiência.

Também foram avaliadas as páginas das empresas aéreas na internet. Entre as irregularidades mais encontradas, estão falta de informação sobre as normas da aviação civil e link para o site da Anac; falta de espaço para envio de queixas e reclamações; falta de acesso à unidade de atendimento ao passageiro, estando disponível apenas o número do telefone do SAC.