Em minhas-financas / turismo

Os 10 melhores países para viver e trabalhar, de acordo com imigrantes

Um estudo feito com 18.059 imigrantes de 163 regiões mostrou os melhores lugares para imigrar com base nos padrões de vida e facilidade de adaptação a nova cultura

Zurique, Suíça
(Shutterstock.com)

SÃO PAULO - O HSBC classificou os melhores lugares para se viver no mundo para imigrantes baseados em padrões de vida, oportunidades de carreira e capacidade de criar uma família. Imigrantes são todos aqueles que vivem em um país que não seja o seu de origem, seja para trabalhar ou não. 

A lista é baseada em uma pesquisa com 18.059 imigrantes de 163 regiões. Muitas pessoas sonham em se mudar para um país diferente em busca de novos inícios, melhores oportunidades de emprego ou um novo ambiente para melhorar seu bem-estar físico e mental - mas nem sempre têm ideia onde ir.

É por isso que o HSBC, um dos maiores bancos do mundo, pediu aos imigrantes de todo o mundo que respondessem à pesquisa com base nos padrões de vida, oportunidades de carreira, capacidade de criar uma família e facilidade de adaptação a nova cultura.

A pesquisa, conduzida pela YouGov em fevereiro e março de 2019, foi aberta a todos os adultos com mais de 18 anos que atualmente residem longe de seus países de origem. Confira os países preferidos dos imigrantes:

10. Vietnã

Turistas e imigrantes disseram que se integrar no país é muito fácil e que os locais são muito receptivos com estrangeiros. Ainda de acordo com relatos, os vietnamitas são um povo que passam segurança e confiança.

O país também ficou em 14º lugar em termos de perspectivas de carreira, satisfação no trabalho e equilíbrio entre trabalho e vida pessoal, de acordo com uma pesquisa de 2018 da InterNations.

No entanto, imigrantes no Vietnã disseram à InterNations que as opções de transporte eram precárias e a infraestrutura, de maneira geral, deixavam a desejar. Os participantes do estudo também se queixaram da falta de atividades de lazer em todo o país.

9. Emirados Árabes Unidos

Os EAU são famosos por não terem nenhum imposto de renda e 0% de imposto sobre o valor agregado em muitos outros aspectos da vida cotidiana.

É um "excelente destino para os financeiramente motivados", disse o HSBC, acrescentando que muitos imigrantes veem seus rendimentos líquidos aumentarem depois de se mudarem para lá.

8. Alemanha

Grande parte dos imigrantes afirmaram que a qualidade de vida e a estabilidade política na Alemanha é melhor que em qualquer lugar do mundo. Entre os estrangeiros que também são pais, a educação básica alemã foi bem elogiada.

7. Turquia

Imigrantes relatam que o povo turco é muito receptivo e aberto com os estrangeiros no país e que a cultura do país é muito interessante e presente no cotidiano. Além disso, o país oferece milhares de opções de lazer e lugares históricos para visita, por exemplo.

6. Austrália

A maioria dos imigrantes relatou sentir-se fisicamente mais saudável depois de se mudar e que o ambiente é melhor na Austrália do que em casa. Muitos também elogiaram o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal.

No entanto, o custo de vida australiano pode ser alto, informou a InterNations no ano passado.

5. Nova Zelândia

A Nova Zelândia é um país popular para imigrantes, especialmente para países de língua inglesa como a Inglaterra, a África do Sul e os EUA, informou a InterNations no ano passado.

Tenha dinheiro para fazer a viagem dos sonhos. Invista. Abra sua conta na XP Investimentos - é grátis

Muitas pessoas que se mudaram para a Nova Zelândia disseram que sua qualidade de vida melhorou. Segundo o HSBC, as pessoas que se mudaram para cá eram mais propensas a permanecer por mais de 20 anos.

4. Espanha

O estilo de vida descontraído e relaxado do mediterrâneo que a Espanha oferece permite que os imigrantes tenham uma ótima qualidade de vida e melhorem muito sua saúde mental e física, relata o HSBC

Mais de 65% dos entrevistados do estudo disseram que ao passarem algum tempo na Espanha, viram sua relação entre trabalho e vida pessoal melhorarem substancialmente.

3. Canadá

O Canadá é um dos países mais receptivos do mundo para os imigrantes, disse o HSBC, que observou que muitos imigrantes escolheram o país como moradia nos últimos anos

2. Cingapura

Cingapura é o segundo melhor lugar do mundo para famílias de imigrantes, com muitos pais dizendo ao HSBC que seu sistema de ensino é melhor do que em seus países de origem.

As InterNations também classificaram a nação da cidade como a 5a melhor do mundo para criar famílias, com pais elogiando as perspectivas de emprego e a segurança pessoal.

No entanto, o custo de vida pode ser bastante elevado no país, disseram participantes da pesquisa.

1. Suíça

A grande maioria dos imigrantes que se mudou para a Suíça disse ao HSBC que viu uma melhora em sua qualidade de vida, e que as cidades são mais limpas e seguras do que em seu país de origem.

Seus salários médios anuais de US$ 111.587 também estão muito acima da média global de US $ 75.966 para imigrantes.

No entanto, isso pode ser compensado pelo custo de vida em algumas cidades suíças. A Economist Intelligence Unit classificou Zurique como a 5ª cidades mais cara do mundo este ano.

 

Contato