Em minhas-financas / turismo

Fiscalização de bagagens de mão fica mais rigorosa em SP e RJ

Entenda as regras e veja o calendário para outras cidades  

malas bagagem
(Shutterstock)

SÃO PAULO - As companhias aéreas brasileiras iniciaram neste mês uma nova política de fiscalização de bagagens de mão em voos domésticos. Com a mudança, o padrão definido para a mala de mão será o mesmo para todas as empresas do setor.

Nesta quinta-feira (24), a fiscalização será intensificada nos aeroportos de São Paulo e Rio de Janeiro, além de Porto Alegre e Goiânia, mas a ideia é ser uma ação educativa explicando para os passageiros as novas regras.

Então, a partir de 13 de maio, todas as malas que estiverem fora dos limites determinados não vão passar pela área de raio-x e o passageiro terá que voltar ao check-in e fazer o despacho obrigatório da mala e pagar as taxas cobradas pela respectiva companhia aérea. 

Entre os aeroportos estão: Aeroporto Santa Genoveva (Goiânia/GO), Aeroporto Salgado Filho (Porto Alegre/RS), Aeroporto de Congonhas (São Paulo/SP), Aeroporto Internacional de São Paulo (Guarulhos/SP); Aeroporto RIOGaleão – Tom Jobim (Rio de Janeiro/RJ) e Aeroporto Santos Dumont (Rio de Janeiro/RJ).

Essa é a terceira fase de implementação das novas regras definidas pela Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas).

As bagagens podem ter 35 cm de largura, 25 cm de profundidade e 55 cm de altura (incluindo rodinhas e alça). Para a bolsa adicional, chamada de item pessoal, levado abaixo do assento da frente, o limite de tamanho é de 45 cm de largura, 20 cm de profundidade e 35 cm de altura.

Para a bolsa adicional, chamada de item pessoal, levado abaixo do assento da frente, o limite de tamanho é de 45 cm de largura, 20 cm de profundidade e 35 cm de altura.

Há aplicativos que auxiliam o passageiro a medir a mala e não enfrentar problemas no aeroporto. Confira alguns exemplos, clicando aqui.

Entenda como funciona a fiscalização

Em abril aeroportos passam a receber uma fiscalização mais rígida paulatinamente, com teor educativo. A partir de maio, as malas fora do padrão precisarão ser despachadas nos check-ins das companhias aéreas, estando sujeitos a cobranças de acordo com o tipo de franquia contratado para a viagem.

Serão três fases de implementação. De acordo com a associação, a campanha de orientação aos passageiros sobre as normas de utilização de malas a bordo terá início nos aeroportos Juscelino Kubitschek (Brasília/DF); Afonso Pena (Curitiba/PR), Viracopos (Campinas/SP) e Aluízio Alves (Natal/RN).

Esses primeiros aeroportos implementam as novas regras de triagem “para valer” a partir desta quinta-feira (25).

O despacho forçado das malas fora do padrão começa em 2 de maio para o seguinte grupo: Aeroporto de Confins (Belo Horizonte/MG), Aeroporto Pinto Martins (Fortaleza/CE), Aeroporto Guararapes – Gilberto Freyre (Recife/PE), Aeroporto Luís Eduardo Magalhães (Salvador/BA), Aeroporto Val-de-Cans – Júlio Cezar Ribeiro (Belém/PA). 

Invista seu dinheiro para realizar as viagens que sempre sonhou. Abra uma conta na XP - é de graça. 

 

Contato