EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em minhas-financas / turismo

Colecionar cidadanias é novo hobbie de bilionários; valores chegam a R$ 87 milhões

Símbolo de status deixou de ser a posse de grandes mansões, iates e carros de luxo

Passaportes
(Shutterstock)

SÃO PAULO - Quanto você pagaria para ter dupla cidadania? Algumas centenas de reais, talvez milhares? Para alguns bilionários, o símbolo de status deixou de ser as grandes mansões e os iates para se tornar uma onda de colecionadores de cidadanias, que pagam até US$ 23,7 milhões, cerca de R$ 87 milhões, por uma nova cor de passaporte.

De acordo com a Bloomberg, essa tendência deve-se à busca dos ricaços por mais segurança fora de suas cidades natal e convenientemente, oito deles são classificados pelo FMI como paraísos fiscais. 

Diversos países permitem que residentes apliquem para a cidadania após atingirem determinados critérios, como é o caso dos Estados Unidos, mas somente 10 países permitem que estrangeiros comprem uma cidadania. Essa aquisição, por sua vez, funciona na maioria das vezes em forma de investimento, normalmente em uma propriedade ou negócio local. 

Confira, abaixo, os países mais caros para tirar cidadania:

País Preço da cidadania
Áustria US$ 23.750.000
Chipre US$ 2.375.000
Malta US$ 1.065.000
Turquia US$ 1.000.000
Vanuatu US$ 226.500
Granada US$ 208.250
São Cristóvão e Nevis US$ 150.000
Santa Lúcia US$ 100.000
Dominica US$ 100.000
Antígua e Barbuda US$ 100.000

Quer alcançar os bilhões? Invista. Abra uma conta na XP

Contato