EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em minhas-financas / turismo

Viajar para a Croácia: o que você precisa saber para visitar a vice-campeã da Copa

O InfoMoney conversou com quem já foi para lá para ter as melhores dicas e informações sobre o turismo no país

Dubrovnik, Croácia
(Shutterstock.com)

SÃO PAULO – A Croácia foi assunto em todo o mundo no último por conta da Copa do Mundo: seu surpreendente desempenho no torneio, chegando até a final em disputa com a França; Luka Modric, o craque do time envolvido em um escândalo de corrupção no país; e também por conta de sua presidente, que viajou para assistir à final com seu próprio salário.

O país não foi vitorioso na Copa, mas tem motivo para comemorar: é a primeira vez em 50 anos que chega à uma final do campeonato. E não é só no futebol que a Croácia vai bem – entre viajantes, o país tem se tornado uma opção de destino cada vez mais procurado, segundo o governo croata, principalmente por conta de sua costa litorânea e por ter sido uma das locações para a série Game of Thrones.

No ano passado, a Croácia foi o 25º país mais visitado do mundo por turistas, recebendo cerca de 11,6 milhões de visitantes. Tanto que foi necessário limitar o número de visitantes diários em um dos pontos mais visitados de todo o território, o Parque Nacional Krka.

Guias e portais viagem conceituados como o Lonely Planet, TripAdvisor e Travel+Leisure consideram a Croácia um dos destinos que entrarão para os mais indicados nos próximos anos, já que cada vez mais atrai turistas.

Para ajudar quem deseja ter o país como o próximo destino de vigem – ou, para convencer quem ainda tem dúvidas – o InfoMoney conversou com quem já foi para lá para ter as melhores dicas e informações sobre o turismo no país. 

“Eu simplesmente amei a Croácia. É um país incrivelmente lindo e também barato, você consegue se hospedar e se alimentar lá por preços muito em conta”, contou o publicitário Rodolfo Reis, de 26 anos, que viajou para lá no ano passado. Ele comentou em entrevista para o InfoMoney que visitou duas cidades, Zadar e Drubrovnik – esta última a mais famosa entre os turistas por conta das praias e da muralha medieval.

Quer viajar para a Croácia? Invista seu dinheiro. Abra sua conta na XP Investimentos. 

Rodolfo comenta que Dubrovnik foi, exatamente por isso, o ponto favorito que visitou na Croácia. “Old Town, o centro da cidade, é maravilhoso, literalmente um cenário de filme”, disse, fazendo referência à muralha, onde foram gravadas cenas da série da HBO.

O casal Rachel e Léo Spencer, da plataforma Viajo Logo Existo, comenta que essa é uma de suas cidades favoritas da Europa – continente que conhecem quase inteiramente. “Não é à toa que ela é patrimônio da humanidade da Unesco. É maravilhosa”, contaram.

São muitos os pontos turísticos e atrações a serem visitados em Dubrovnik além das muralhas: a Stradun, principal rua da cidade e um dos pontos mais altos dela; o mosteiro e o museu franciscano (Muzej Franjevackog Samostana), o forte de Lovrijenac e o teleférico de Dubrovnik estão entre eles.

Como mostramos aqui anteriormente, alguns dos melhores pontos turísticos e atrações do país não estão em Dubrovnik. São eles o Parque Nacional de Plitvice, o Palácio de Diocleciano, entre outros.

Muralha de Dubrovnik.

E o que mais?
Ainda que seja a favorita entre os turistas, ela não é a única que vale a pena ser visitada na Croácia. Split, Pula, Zadar a capital Zagreb e as ilhas próximas também são imperdíveis. Por isso, em fóruns de viagens e grupos do Facebook, turistas recomendam que viajantes passem por todas elas e conheçam o país de ponta a ponta, ao invés de passar por diversas cidades europeias de países diferentes, como normalmente fazem.

É interessante que as viagens para o país não serão necessariamente às vezes, isso porque ele um destino que tem uma gama de “tipos” de viagem. 

Split, Pula e as demais cidades compõem um roteiro romântico, mais voltado para casais, ao mesmo tempo em que as ilhas são voltadas para quem está em busca de festas e uma viagem mais agitada. Isso porque é nas praias dessas ilhas que acontecem, todas as noites, enormes festas. É possível chamá-las de a “Ibiza da Croácia” por conta disso.

hvar_croácia
Ilha de Hvar.

Rachel e Léo comentaram que em sua viagem, por exemplo, deixaram de visitar as ilhas por saberem que o clima não era o que buscavam. “As pessoas chegam às ilhas de barco e as festas já começam neles. Optamos por não visita-las”, disse o casal.

Lilian Santos, estudante de São Paulo que também já viajou para a Croácia e, diferente do casal, chegou a ir para as ilhas, comenta que as elas também têm pontos mais românticos e tranquilos – mas que, de fato, o foco está nas festas. “A melhor temporada pra aproveitá-las é o verão. É quando dá pra curtir as baladas ao ar livre e quando a cidade está mais preparada”, contou.

Leia também: Copa do Mundo de 2022: quanto e onde investir para viajar para o Qatar

pula_croácia
Cidade de Pula e seu famoso anfiteatro.

split_croácia
Costa litorânea de Split.

zagreb_croácia
Zagreb, a capital do país.

Orçamento
Além dos diversos roteiros de viagem, a Croácia é também um bom destino para quem tem orçamento baixo “O preço é super acessível. Minhas viagens são sempre muito simples, então não sou de comer em restaurante caro. Eu sempre comia uns lanches pelas ruas que eram maravilhosos e baratos, e um dia ou outro me dava o luxo de almoçar em restaurante e o preço era ótimo”, contou Lilian, que ainda disse ser possível, sim, fazer as refeições somente em restaurantes sem gastar muito. 

Segundo o Quanto Custa Viajar, é possível almoçar por R$ 24,88 e jantar por R$ 27,50 por pessoa. Os preços chegam até os R$ 49, no caso de restaurantes mais sofisticados da cidade. Em média, se gasta entre R$ 71 e R$ 124 com alimentação, variando entre o perfil mais econômico e mais sofisticado.

Rodolfo concorda e afirma que até mesmo a hospedagem sai em conta. É possível encontrar diárias por R$ 130 em hostels em albergues e por mais de R$ 1.100 em resorts de luxo. 

É realmente uma viagem de “baixo custo”, em comparação aos demais países da Europa: de acordo com o site, uma viagem de sete dias para a cidade de Dubrovnik, em agosto deste ano, e considerando um perfil econômico de turista sai por R$ 5.354. Esse valor inclui passagem aérea (R$ 3.426,46), hospedagem (R$ 1.151,04 por sete diárias), alimentação (R$ 497,46 por dia) e passeios distintos. Vale ressaltar que esse preço pode ficar um pouco mais barato quando o planejamento é antecipado.

A moeda local da Croácia é a Kuna, cuja cotação é de R$ 0,55 nesta quinta-feira (19). Um almoço econômico sai por cerca de 45 Kuna, segundo o site.

Infraestrutura
O turismo pode estar somente agora em ascensão, mas o país já conta com a estrutura necessária para receber visitantes e estrangeiros – e até mesmo os moradores estão dispostos a recebê-los, tamanha a hospitalidade que têm.

“As pessoas não falam muito inglês, mas estão todas preparadas pra entender e atender às pessoas. Não passei nenhum nervoso em estabelecimento por lá, muito pelo contrário: fui tomar café da manhã em um hostel e a cozinheira trouxe, ‘na faixa’, uns bolinhos cuja receita ela tinha acabado de inventar pra gente experimentar. Mal sabia ela que a receita já existia e é de bolinho de chuva”, contou Lilian.

Até mesmo para quem faz viagens mais “aventureiras”, com estadia em campings – caso do casal de Viajo Logo Existo – encontra uma boa infraestrutura. Eles contaram que os campings “mais parecem clubes”, mas com pessoas dormindo em motor home. “São tão bons que têm até fila de espera”, contaram. As cidades mais visitadas ainda contam com centros de informações para turistas, postos de segurança, inúmeras opções de hotéis e restaurantes, segundo Rachel e Léo.

“É um país muito novo – ela se tornou independente da extinta Iugoslávia somente em 1991 – mas que se transformou. É desenvolvido e muito seguro – chegamos a dormir em postos de gasolina e nada aconteceu”, contaram.

No geral, não há muito com o que se preocupar: já mostramos que a Croácia é um bom destino europeu para se viajar, com boa estrutura, receptividade e até preços. Agora é só fazer as malas.

Contato