Em minhas-financas / turismo

As cidades mais caras do mundo para se viver em 2017

Estudo realizado pelo The Economist aponta grande participação de cidades asiáticas no ranking

Singapura
(Shutterstock)

SÃO PAULO – A cidade mais cara do mundo para se viver é Singapura, segundo um estudo realizado pelo Economist Intelligence Unit, divisão de pesquisa e análise do grupo The Economist. Entre as dez primeiras do ranking, cinco delas estão localizadas na Ásia.

Em segundo lugar na lista aparece Hong Kong, que é seguida por Zurique, na Suíça – a cidade com o maior custo de vida da Europa. Tóquio e Osaka, ambas no Japão, ficaram em quarto e quinto lugar, respectivamente, seguidas por Seul, na Coreia do Sul. Genebra, na Suíça e Paris empataram em sétimo lugar, enquanto Nova York e Copenhagen empataram na 9ª posição.

O estudo atribuiu nota às cidades de acordo com os custos para comprar itens básicos em supermercados e em lojas, considerando o valor de comidas, bebidas, roupas, lazer e entretenimento, assim como o custo para se ter um carro (incluindo preços de gasolina). A pesquisa também analisou despesas fixas dos cidadãos, como valor de aluguel, contas, escolas privadas e ajuda doméstica, como diarista.

Almaty, situada no Cazaquistão, por outro lado, é a cidade mais barata do mundo para se viver, ficando com a 133ª e última posição, abaixo de Lagos, na Nigéria, Bangalore (Índia), Carachi (Paquistão) e Argel (Argélia).

Segundo o relatório, a pequena desvalorização do dólar contribuiu para que Nova York ficasse mais abaixo no ranking e fez com que muitas cidades estadunidenses ficassem fora da lista. Além disso, a ausência de muitas cidades caras da China deve-se ao fraco desempenho do consumo nos últimos tempos, somado à uma desvalorização da moeda local.

Confira, abaixo, as 10 cidades mais caras do mundo para se viver:

Cidade País
1. Singapura Singapura
2. Hong Kong Hong Kong
3. Zurique Suíça
4. Tóquio Japão
5. Osaka Japão
6. Seul Coreia do Sul
7. Genebra Suíça
7. Paris França
9. Nova York Estados Unidos
9. Copenhagen Dinamarca

 

Contato