Em minhas-financas / turismo

Brasil propõe isenção de visto para turistas dos EUA e outros países, diz WSJ

O objetivo é facilitar a entrada de estrangeiros no país

Dólares e bandeira dos EUA
(Shutterstock)

SÃO PAULO – O ministro do turismo, Marx Beltrão, propôs um novo programa de vistos para cidadãos de diversos países, incluindo os Estados Unidos, na tentativa atrair mais visitantes internacionais ao país.

De acordo com o The Wall Street Journal, o plano iria isentar a necessidade de vistos para países como Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão, permitindo que seus cidadãos viessem ao Brasil sem precisarem de visto, o que facilitaria a entrada de estrangeiros como aconteceu no período das Olimpíadas. “Nós precisamos aproveitar o legado dos Jogos”, disse o Beltrão em entrevista ao jornal.

Dentre os requisitos para obter o visto brasileiro, o ministro lista os diversos documentos necessários, como os comprovantes das passagens aéreas de entrada e saída do país, assim como, o pagamento de uma taxa de US$ 160, equivalente à paga pelos brasileiros para adquirir o visto americano.

Diversos países já são isentos do visto, como é o caso da Espanha, Suíça, Portugal, Rússia e a maior parte das nações das Américas Central e Sul.

Segundo Beltrão, o objetivo inicial do plano é oferecer a isenção por 12 meses, o que daria ao governo um melhor panorama sobre o impacto da medida no setor de turismo antes de ser decidido permanentemente.

Dados coletados entre 1º de junho e 12 de setembro de 2016 mostram que a medida adotada para quatro países fez com que 156 mil novos turistas viessem ao Brasil. Desses, 75% aproveitaram o programa e tiveram um gasto de US$ 142,1 milhões, valor superior aos US$ 18 milhões arrecadados com a emissão de vistos no período.

A expectativa do ministro é, que se aprovado, o projeto irá atrair investidores e turistas internacionais, incluindo cidadãos norte-americanos, que representam atualmente 10% dos estrangeiros no Brasil.

 

Contato