Em minhas-financas / turismo

Férias: sabia que dá para descansar e praticar o consumo consciente?

"O desafio é curtir sem desperdiçar e contagiar outras pessoas que chique é ser sustentável", diz o Instituto Akatu

SÃO PAULO – Enfim, chegou o momento mais esperado de meses de trabalho: as férias! Seja para curtir com os amigos ou passear com a família, a maioria das pessoas quer mesmo é relaxar nesse período.

"Férias são mais do que descansar e deixar de lado por alguns dias as preocupações do trabalho e dos estudos, são um estado de espírito que pode ser livre, leve, solto e sustentável", aponta o Instituto Akatu.

A entidade alerta que as pessoas devem aproveitar a viagem, sim, mas de forma solidária e sustentável. "Não se esqueça de que, na volta das férias, o boleto do cartão de crédito terá de ser pago. Lembre-se de que você não 'ganha' dinheiro, apenas troca seu trabalho por bens e serviços, o dinheiro é meio e não fim", salienta.

Férias conscientes
Abaixo, veja algumas dicas para consumir de forma consciente durante as férias, gerando impactos positivos para a economia, a sociedade e o meio ambiente:

  • Planejamento

É importante fazer um orçamento de viagem que seja compatível com as suas possibilidades, incluindo os gastos com pequenas despesas e a eventual compra de lembranças e presentes. E, durante a viagem, não ultrapasse o que foi planejado e tome cuidado para não trazer muitas dívidas no cartão de crédito.

  • Cuidado com o marketing verde e social falsos...

Procure informações e dê preferência a hotéis e pousadas com práticas comprovadas de responsabilidade socioambiental antes de escolher onde se hospedar. Quando estiver no local, confirme de elas fazem mesmo o que afirmam. Se não for verdade, utilize as redes sociais para divulgar o falso marketing verde ou social. Faça o mesmo se for verdade.

  • Viaje leve

Leve o mínimo de bagagem possível, o que facilita o deslocamento em veículos pequenos e a pé, bem como o uso de trens, ônibus e bicicletas. Além de poupar combustível e diminuir o impacto ambiental, você poderá conviver mais de perto com os costumes da população local.

  • Água e energia com consciência

Em hotéis, pousadas e albergues apague as luzes e desligue os aparelhos elétricos (como o ar condicionado) antes de sair do quarto. Evite sabão ou detergente quando usar fontes naturais de água. E, ainda, reutilize toalhas e roupas de cama, dispensando a troca diária.

  • Faça trilhas e cuide do lixo

Em passeios por parques naturais, museus ou monumentos, circule apenas em locais permitidos à visitação. Também jogue o lixo somente em locais apropriados e pratique a coleta seletiva. Deixe os locais do mesmo jeito que você os encontrou.

  • Valorize a cultura local!

Pratos típicos, artesanato local e todos tipo de artigos produzidos localmente resumem a cultura do destino visitado. Respeite e fortaleça a identidade de suas populações. Outra dica bacana é aproveitar os passeios com guias nativos credenciados: uma atividade de geração de renda de forma sustentável e que faz as pessoas se sentirem reconhecidas.

Turismo sustentável
"Muita gente imagina que turismo sustentável é coisa para mochileiros. Mas, descansar em uma boa rede, apreciando uma vista incrível depois de comer a comida mais gostosa da região, é um luxo que este estilo de turismo proporciona", explica Maria Teresa Junqueira Meinberg. Ela é uma das fundadoras da operadora de viagens Turismo Consciente, especializada em destinos pouco conhecidos e explorados no Brasil – principalmente, na Amazônia.

Conhecido também como turismo de base comunitária por agregar comunidades inteiras nas diversas fases do negócio, o turismo sustentável tem como um de seus pontos fundamentais a preparação dos roteiros.

Isso porquê ela inclui a participação dos moradores das comunidades de destino desde o plano de negócios até a prestação de contas. Na essência desta atividade está o respeito ao patrimônio artístico, arqueológico, ambiental e cultural.

E não apenas a população local é protagonista, mas o turista é ator fundamental. "A atividade turística consciente proporciona ao viajante um aprendizado especial", diz o Akatu. "Ao ser recebido pelas comunidades especialmente preparadas, o visitante se beneficia da vivência, dos costumes e das tradições de seus moradores".

 

Contato