Revolução do setor

Susep passa a permitir “seguro por minutos”

A partir de agora, seguradoras poderão desenhar produtos sob medida para os anseios dos consumidores brasileiros sob a ótica do prazo

arrow_forwardMais sobre

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) publica nesta quinta-feira, 29, uma norma que derruba uma amarra antiga do mercado de seguros: a obrigatoriedade de apólices anuais.

A partir de agora, seguradoras poderão desenhar produtos sob medida para os anseios dos consumidores brasileiros sob a ótica do prazo. Ao invés de vigência anual, as apólices poderão ter duração de meses, dias, horas, minutos ou até mesmo sem prazo definido, ou seja, intermitente.

Essa flexibilização já existe em diversos países e agora será permitida também no Brasil. “O mercado demandava essa flexibilidade de prazo”, diz Rafael Scherre, diretor da Susep ao Estadão/Broadcast. “Estamos fazendo uma atualização da regulação para torná-la o mais flexível possível no intuito de estimular produtos mais acessíveis e atrair um número maior de consumidores brasileiros para o mercado.”

PUBLICIDADE

Dentre os segmentos a serem mais beneficiados pela flexibilização de prazo está o de automóvel e ainda os patrimoniais, tais como seguro para bicicletas, patinetes, celulares, carros e motocicletas. Com a publicação da norma, é esperado por parte das seguradoras de lançamentos de produtos.

Um impulso também deve vir da venda de seguros nos canais digitais, que ainda engatinha no mercado brasileiro.

Garanta estabilidade financeira no seu futuro: invista. Abra uma conta gratuita na XP.