Em minhas-financas / seguros

Estradas: atenção dobrada ajuda a driblar dificuldades da pista e do clima

Respeitar a velocidade máxima, manter distância razoável do carro da frente e não dirigir com sono são alguns cuidados úteis

SÃO PAULO - Dirigir em estradas requer cuidado extra, principalmente à noite. Respeitar os limites de velocidade e outras normas do Código de Trânsito Brasileiro é condição prioritária para evitar acidentes, mas não é suficiente.

Vale lembrar que o chamado "fator humano" é a principal causa de acidentes de trânsito no Brasil, o que significa que o motorista tem maior influência sobre seu desempenho ao volante que o ambiente. Por isso, prestar atenção aos fatores externos e usar o bom senso para agir de maneira segura e adequada é imprescindível.

Cautela e bom senso
Condições climáticas são um exemplo. Se o motorista se encontrar em meio a uma espessa neblina e ficar com visibilidade reduzida, ou se uma chuva torrencial prejudicar a aderência do carro à pista, diminuir a velocidade, por exemplo é uma boa opção, mesmo que o limite seja superior.

Outro fator que merece atenção são as condições da pista. Durante a noite, buracos e obras mal sinalizadas são mais difíceis de serem percebidos e facilitam os acidentes. Manter uma distância razoável do veículo da frente, não ultrapassar o limite de velocidade e não dirigir com sono são algumas atitudes que podem aumentar a segurança na estrada.

Recomendações da Abramet
É indispensável também, segundo a Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego), fazer um check up tanto do carro quanto do motorista antes de viajar. Verifique cada detalhe do seu veículo, desde o estado do pneu até o das palhetas dos limpadores de vidro, para fazer possíveis ajustes e trocas necessários.

Quanto ao condutor, certifique-se de que a saúde está bem. Vale inclusive uma visita ao médico. Além disso, fazer paradas a cada duas horas para descansar e esticar as pernas, o que evita o cansaço e a desatenção à pista durante o restante do percurso.

 

Contato