Em minhas-financas / seguros

Regiões com risco de enchente encarecem seguro do carro em até 164%

Preço do seguro em regiões que alagam podem custar até R$ 2,7 mil a mais, aponta Proteste

enchente
(ThinkStock)

SÃO PAULO - Uma pesquisa realizada pela Proteste Associação dos Consumidores, revelou que o segurado que mora ou transita habitualmente por áreas de São Paulo que alagam pode ter que desembolsar até R$ 2,7 mil anuais a mais por ano no seguro do automóvel, ou 164% a mais, em comparação com o mesmo perfil para outras regiões da cidade não sujeitas a este risco.

De acordo com a pesquisa realizada pela associação, o desembolso pela Zurich Seguros seria R$ 4.457,43 e pelo Bradesco de R$ 1.720,88 a vista.

Esta diferença foi constatada ao simular, em ferramenta disponível no site da Proteste, o valor da apólice cotado com base no perfil do motorista para um mesmo modelo de veículo, alterando apenas o bairro de Vila Mariana, área não sujeita a enchentes, em comparação com um endereço da Zona Leste, que costuma ter alagamentos.

Compare preços
De acordo com a recomendação da associação, para não ter um prejuízo ainda maior por morar em área de risco, na hora de cotar o seguro é importante comparar entre as ofertas do mercado, pois a pesquisa constatou que há diferença de mais de R$ 1,3 mil entre as seguradoras, o que representaria um desconto de até 76% no preço final do seguro, na escolha do menor preço.

O consumidor pagaria a vista R$ 1.867,77 ao contratar a Tókio Marine ou R$ 3.194,74 caso a apólice fosse pela Zurich Seguros na simulação de um seguro para o perfil de um homem de 46 anos, casado, com 13 anos de habilitação que usa o Gol novo 1.0 Total Flex 8V, bi-combustível, ano 2013, duas vezes na semana.

Foi considerado que o condutor resida na Rua Joaquim Manuel de Macedo (Barra Funda), e comparando a seguradora mais cara versus a seguradora mais barata.

O simulador apontou também diferença de 119%, o que representa mais de R$ 2 mil anuais, considerando que o condutor resida em um local que alague,  como na Avenida Itaquera, Parque Maria Luiza, e um local não sujeito a enchente. Pela Zurich seguros, o valor anual sairia por R$ 3.761,66, enquanto pela Bradesco custaria R$ 1.720,88 na Rua Borromini, no Jardim Casablanca.

Confira as diferenças dos preços para o mesmo perfil de segurado

Regiões que alagam:

Logradouro Bairro Localidade Preço máximo anual
Rua Júlio Golaço Chácara Califórnia São Paulo (SP) R$ 4.457,43
Av. Itaquera Parque Maria Luiza São Paulo (SP) R$ 3.761,66
Av. Doutor Ricardo jafet Ipiranga São Paulo (SP) R$ 3.761,66
Rua Paulo Bregaro Vila Monumento São Paulo (SP) R$ 3.761,66
Av. Conceição Jardim Japão São Paulo (SP) R$ 3.761,66
Rua Guajurus Jardim São Paulo São Paulo (SP) R$ 3.735,90
Rua Joaquim Manoel de Macedo Barra Funda São Paulo (SP) R$ 3.194,74
Av. Francisco Matarazzo Ägua Branca São Paulo (SP)  R$ 2.937,05
Av. Ministro Laudo Ferreira de Camargo Jardim Peri Peri São Paulo (SP)  R$ 2.835,46
Rua Alvarenga Butantã São Paulo (SP)   R$ 2.835,46
Av. Roque Petroni Junior Jardim das Acácias São Paulo (SP)  R$ 2.761,73

Regiões que não alagam:

 Logradouro  Bairro  Localidade  Preço máximo anual 
 Rua Coronel Lisboa  Vila Mariana  São Paulo (SP)  R$ 1.685,47
 Rua Borromini  Jardim Casablanca  São Paulo (SP)  R$ 1.720,88
 Rua Charles Alkan  Jardim Vazani  São Paulo (SP)  R$ 1.720,88
 Avenida Rebouças  Pinheiros  São Paulo (SP)  R$ 1.883,42
 Rua Pau Brasil  Transurb  São Paulo (SP)  R$ 1.888,26
 Rua Caraíbas  Perdizes  São Paulo (SP)  R$ 1.997,40
 Alamedas dos Uapês  Planalto Paulista  São Paulo (SP)  R$ 2.287,42
 Rua Sílvio Cervellini  Vila Pedroso  São Paulo (SP)  R$ 2.898,48

 

Contato