Redecard lidera ganhos do Ibovespa na semana e no mês após resultado do 2T11

Alta das ações em julho foi de 13,52%, com valorização de 10,15% apenas na última semana; No ano, avanço chega a 32,10%

SÃO PAULO – As ações Redecard (RDCD3) fecharam o mês de julho como principal destaque positivo dentre os papéis que compõem o Ibovespa, acumulando alta de 13,52%, fechando esta sexta-feira (29) cotadas a R$ 26,70 cada. A companhia também apresentou o maior desempenho do índice na semana, acumulando valorização de 10,15%. Com esta valorização, os papéis somam avanço de 32,10% desde o início do ano. Cabe destacar que o Ibovespa caiu 5,74% em julho, maior queda mensal desde maio de 2010.

Parte dos ganhos é reflexo dos resultados operacionais divulgados nesta semana. Embora a companhia tenha reportado queda de 13,9% em seu lucro líquido, alcançando R$ 322,6 milhões, o número mostrou evolução em relação ao primeiro trimestre do ano, quando a companhia lucrou R$ 281,3 milhões. 

Os resultados – que ficaram acima das estimativas compiladas pela InfoMoney – apontaram melhora em todos os quesitos frente o trimestre anterior, porém apenas a receita líquida mostrou alta em relação ao mesmo período do ano anterior, com alta de 2,9%, alcançando R$ 888,1 milhões. A companhia mostrou queda de 10,3% em seu Ebitda (geração operacional de caixa) ajustado, somando R$ 521,5 milhões. 

PUBLICIDADE

O mercado reagiu positivamente ao balanço divulgado, que apresentou queda no lucro líquido menor que o esperado. Após a divulgação dos resultados, na véspera, a Redecard chegou a alcançar a segunda maior alta do Ibovespa. 

Transações com cartões devem aumentar
A Redecard espera que seu volume de transações em cartão de crédito e débito aumente em linha ou pouco acima do mercado este ano. Citando dados da associação do setor, o diretor de Finanças da companhia, Marcelo Kopel, afirmou que o setor de plástico no Brasil deve movimentar 24,5% a mais em 2011 do que no ano passado.

A empresa prefere não arriscar um guidance para o ano e o diretor reforça que eles aguardam os dados oficiais da Abecs (AssociaçãoB Brasileira das Empresas de Cartão de Crédito e Serviços). Vale ressaltar que na quarta-feira, a concorrente Cielo (CIEL3) divulgou suas projeções, dizendo que o volume financeiro de transações consolidado deve subir entre 19,5% e 21,5%, para um intervalo de R$ 168,8 bilhões para R$ 171,7 bilhões.

A companhia se concentra em ampliar o volume de usuários de cartões para se destacar em um ambiente mais competitivo. “O foco da companhia está voltado a ações que aumentem a aceitação dos cartões”, afirma o presidente Redecard, Cláudio Yamaguti, em teleconferência a impresa, após a divulgação do balanço do segundo trimestre.

Outros destaques de alta
Apesar de o Ibovespa ter recuado 5,74%, também se destacaram positivamente no mês de julho os papéis BR Foods (BRFS3, R$ 29,50, +11,32%),  Cielo (CIEL3, R$ 43,10, +10,51%), Telesp (TLPP4, R$ 48,80, +7,49%), Eletropaulo (ELPL4, R$ 36,27, +7,12%), Cesp (CESP6, R$ 32,00, +4,40%).

Na semana, seguiram os ganhos da Redecard os papéis da Telesp (TLPP4, R$ 48,80, +7,11%), Cielo (CIEL3, R$ 43,10, +5,87%), Natura (NATU3, R$ 35,25, +4,48%), Ultrapar (UGPA4, R$ 27,70, +3,75%), TIM (TCSL4, R$9,10, +3,29%).