Em minhas-financas / precos

São Paulo e Rio de Janeiro estão entre as 50 mais caras do mundo, mostra estudo

Segundo o “UBS Prices and Earnings” de 2015, é necessário trabalhar por duas horas e dezenove minutos para comprar um iPhone no Rio de Janeiro

Big Mac
(Divulgação)

SÃO PAULO – O UBS divulgou hoje o estudo “UBS Prices and Earnings” de 2015 que, a cada três anos aproximadamente, analisa 71 cidades de acordo com preços, salários e poder aquisitivo da população economicamente ativa.

Segundo os dados da publicação, São Paulo e Rio de Janeiro têm custos de vida mais elevados que Moscou, mas mais baixos do que as cidades contempladas da América do Norte e da Europa Ocidental. As cidades mais caras do mundo são Zurique, Genebra e Nova York; e a mais barata é Kiev. As duas cidades Brasileiras, São Paulo e Rio, aparecem, respectivamente, nas 43ª e 45ª posições.

O cálculo é feito usando como base uma cesta de 122 produtos e serviços, que leva em consideração a princípio os hábitos mensais de consumo de uma família europeia de três pessoas, mas faz substituições representativas nas diferentes cidades que não possuírem alguns deles. Depois, os preços de cada produto foram divididos pelo valor líquido de hora/trabalho de 15 profissões, nos setores industrial e de serviços, e convertidos em minutos ou horas.

O relatório mostra, entre outros dados, a diferença de poder aquisitivo medido por Big Macs: em São Paulo, são necessários 25 minutos de trabalho para um cidadão médio comprar um lanche do McDonald’s. No Rio de Janeiro, o tempo sobe para 32 minutos. A cidade onde o Big Mac custa menos é Hong Kong – 9 minutos. Já o trabalhador que demora mais para comer na rede de fast food, dentre as cidades contempladas, é o de Nairóbi, capital do Quênia. Lá, são necessários 173 minutos de trabalho por essa refeição.

Ainda na categoria “tempo necessário para comprar (...)”, são analisados o iPhone (20,6 minutos em Zurique, 468 minutos em Nairóbi; 109 e 139 em São Paulo e no Rio, respectivamente); um quilo de pão e um quilo de arroz.

Outros dados contidos no documento são níveis salariais, poder de compra, taxas de câmbio e inflação. Para acessar o relatório, clique aqui.

 

Leia também

Seu carro facilmente lhe custa R$ 2.500 por mês. Duvida?

Imóvel é sempre bom negócio? Teste mostra que alugar é melhor

Descubra qual é a aplicação financeira de risco baixo mais rentável

Quanto custa realizar cada um de seus sonhos? Descubra

 

Contato