Em minhas-financas

Orçamento: você é educado financeiramente ou é escravo do dinheiro?

Enquanto os escravos do dinheiro só pensam em poupar, os educados financeiramente sabem usar o próprio dinheiro

SÃO PAULO - Quando o assunto é lidar com o dinheiro, cada um tem seu estilo próprio, baseado no estilo de vida, no rendimento mensal e, principalmente, no tipo de educação financeira que recebeu dos pais.

De acordo com um teste da Serasa, entre os tipos clássicos estão o escravo do dinheiro, que é aquele que sabe o preço de tudo e só se interessa por assuntos relacionados à grana. Já o educado financeiramente é aquele que sabe o usar o dinheiro em benefício próprio sem complicar o futuro.

Escravo ou educado?
Para saber qual o seu perfil financeiro, imagine as situações a seguir e veja em qual se enquadra melhor:

  • Quando recebe um dinheiro extra, os escravos contam com ele para poupar, enquanto que os educados financeiramente o incluem na receita do orçamento, a fim de planejar o que vai comprar e quanto vai aplicar.


  • Nas idas ao supermercado, os escravos do dinheiro costumam fazer uma lista antes e olhar os preços de cada produto, comprando sempre o mais barato, sem se importar com a qualidade. Já os educados fazem a lista e se divertem no supermercado, comprando o que lhes dá prazer, sem deixar de avaliar o custo-benefício dos produtos.


  • Em amigos secretos, enquanto os escravos ficam sem jeito de não participarem e acabam comprando qualquer coisa baratinha, mesmo sabendo que a pessoa não irá gostar, os educados financeiramente curtem a brincadeira e escolhem um presente que irá agradar o amigo oculto, sem sair do orçamento.


  • Ao tirar férias, os escravos do dinheiro optam por economizar o máximo possível, nem que para isso precisem ficar em casa. Já os educados planejam as férias antecipadamente, de forma que aproveitem o descanso sem sair do orçamento.


  • Na hora de pagar a conta do restaurante, o escravo do dinheiro tira uma calculadora do bolso, confere a conta e divide até os centavos para cada um dos presentes. Já o educado financeiramente paga sua parte com prazer e sem criar problemas, já que a companhia dos amigos foi satisfatória.


  • Quando um amigo ou parente pede dinheiro emprestado a um escravo, este empresta e cobra juros. E caso a pessoa não devolva a quantia, ele cria caso e não empresta nunca mais. Os educados, por sua vez, emprestam apenas em ocasiões especiais, sem pedir nada em troca, desde que isso não vire um hábito ou que abusem dele.


  • Por fim, na hora de pagar as dívidas realizadas, os escravos do dinheiro o fazem normalmente, uma vez que já tinham anotado cada centavo devido. Já os educados financeiramente utilizam os cartões de crédito e cheques pré-datados como parte no planejamento das contas, sem pagar juros ou valores indevidos.

 

Contato