Em minhas-financas

Aprenda a economizar nas coisas simples do dia-a-dia

Despesas com presentes, almoços e jantares fora de casa, roupas, supermercado, telefone, etc. podem ser diminuídas

SÃO PAULO - Todos os meses é a mesma coisa: você recebe seu salário, paga as contas e promete de pés juntos que irá economizar. Entretanto, isso não acontece e você acaba fazendo novas dívidas durante o mês.

Depois de algum tempo acumulando contas, a situação parece irreversível e você começa a entrar em desespero. No entanto, o melhor neste caso é se acalmar e repensar suas finanças, para ver onde você está gastando demais.

Para começar, o ideal é fazer uma planilha de orçamento e seguí-la à risca: coloque num papel tudo o que você gasta no mês e tudo o que recebe, com valores exatos. A partir daí, veja o que é desnecessário e o que pode ser diminuído.

Economize nas contas
Apesar de querer poupar, a maioria das pessoas não sabe como fazê-lo: diminuindo o consumo de água, luz e telefone, por exemplo, já é possível economizar alguns reais. Reduzir os excessos no supermercado também é uma boa maneira de cortar gastos.

As despesas não-corriqueiras também podem ser diminuídas ou até mesmo cortadas: presentes, almoços e jantares fora de casa, gastos com roupas, sapatos e acessórios, saídas noturnas entre outras.

Reveja ainda se a assinatura da TV a cabo é tão essencial como você pensa ou se a freqüência das visitas da empregada doméstica não pode ser diminuída. Além disso, o uso do carro pode ser evitado quando a distância não for muito grande.

Cuidado para não ficar pão-duro demais
Como tudo na vida, poupar em excesso também não faz bem. Por isso, é preciso que você gaste com consciência e sem exageros, no entanto, tenha em mente que o dinheiro também serve para proporcionar conforto e bem-estar às pessoas.

Lembre-se que, além de poder pagar as contas em dia e se livrar das dívidas, poupar pode lhe ajudar a realizar aquele sonho de consumo ou mesmo pequenos desejos do dia-a-dia.

 

Contato