Em minhas-financas

Taxa de carregamento: o que é e para que serve?

Cobrada nos planos de previdência, a taxa incide sobre todas as contribuições efetuadas ao plano, mas podem cair com o passar do tempo

v class="show-for-large id-0 cm-clear float-left cm-mg-40-r cm-mg-20-b" data-show="desktop" data-widgetid="0" style="">
SÃO PAULO - Se você estava pensando em investir em previdência privada, mas desistiu ao ouvir que nestas aplicações, além da taxa de administração, também é cobrada uma outra - a de carregamento -, o que prejudica a rentabilidade da aplicação, não se precipite.

Ao invés disso, procure entender não só os custos, mas também as vantagens de se aplicar em previdência. Uma coisa é certa: se a sua intenção é investir no longo prazo, os benefícios fiscais oferecidos pela previdência mais do que compensam a cobrança de taxa de carregamento.

Para que serve?
A taxa de carregamento é definida em termos percentuais e incide sobre todas as contribuições que você efetuar a um plano de previdência. Enquanto a taxa de administração tem como objetivo compensar o gestor pelo seu trabalho gerindo os recursos do fundo, a taxa de carregamento busca compensar a instituição financeira pelas suas despesas com corretagem e venda do plano.

Para entender melhor o porquê desta cobrança, é importante ressaltar que os planos de previdência são produtos mais sofisticados do que os fundos de investimento. Por quê? Simples.

Ao contrário dos fundos, em que não é preciso se preocupar com a forma como o resgate será efetuado, já que esta é uma decisão do investidor, nos planos de previdência, na maioria das vezes, esse resgate se dá na forma de uma renda mensal, que pode ser transferida a um beneficiário.

Na prática, isso exige uma análise da sua expectativa de vida, do risco de transferência de renda para os beneficiários etc. Tudo isso exige sistemas mais sofisticados e uma equipe de vendas mais preparada. São estas despesas que a taxa de carregamento procura cobrir.

Taxas caem com o tempo
A princípio, as taxas de carregamento incidem sobre todas as contribuições que você fizer ao plano, seja ela esporádica ou regular. Assim, no caso de uma taxa de 5%, isso significa que, para cada R$ 1,00 que você investe, R$ 0,95 é efetivamente aplicado.

Na maioria dos casos, contudo, essa taxa cai com o passar do tempo, de forma a premiar os investidores que mantêm seus recursos aplicados por um período mais longo de tempo. Assim, por exemplo, uma taxa de carregamento que inicialmente era de 5%, pode cair para 2% após dois anos de aplicação. Em outros casos, a taxa pode cair à medida que o volume de recursos aplicados atinge determinado nível, por exemplo.

 

Contato