Em minhas-financas

Como manter seu poder aquisitivo ao se aposentar

Antes de mais nada é preciso estimar o quanto você vai gastar ao se aposentar, já incluída a variação da inflação

v class="show-for-large id-0 cm-clear float-left cm-mg-40-r cm-mg-20-b" data-show="desktop" data-widgetid="0" style="">
SÃO PAULO - Um número cada vez maior de brasileiros se preocupa com a sua aposentadoria. Esta tendência se reflete no aumento da procura por planos de previdência privada, que garantem o pagamento de uma renda mensal a partir de uma determinada data estabelecida em contrato.

Entretanto, muitas pessoas se esquecem de analisar com cuidado se esta renda será suficiente para garantir seu padrão de vida depois da aposentadoria.

Calculando gastos futuros
A primeira coisa a se fazer na hora de estimar a renda ideal para garantir a manutenção do seu padrão de vida durante a aposentadoria é estimar quais deverão ser seus gastos ao se aposentar, com base nos preços de hoje. Isto porque uma renda mensal de R$ 2 mil pode ser suficiente hoje, mas certamente não será daqui a dez anos, quando a inflação acumulada no período terá reduzido seu poder de compra.

Para tentar estimar quais serão seus gastos no futuro, use como base seus gastos atuais, adicione gastos que venha a incorrer ao se aposentar e retire gastos que não terá que arcar mais, como escola dos filhos, por exemplo. Feito isto, ajuste o valor obtido pela inflação acumulada durante os anos que faltam para você se aposentar. Até poucos anos atrás este exercício era impossível, afinal já era difícil prever o preço de alguma coisa no final do mês, imagine daqui a vários anos.

Mantendo o seu padrão de vida
A título de ilustração, vamos assumir que você deve se aposentar em dez anos e que a inflação anual neste período será de 5%. Neste exemplo, vamos considerar que suas despesas mensais ao se aposentar, com base nos preços de hoje, sejam de R$ 2.750,00. Corrigindo este valor por dez anos com base em uma inflação de 5% ao ano, ao se aposentar suas despesas serão de R$ 4.479,00.

Isso significa que, para manter seu padrão, ignorando outros investimentos que você possa ter, você irá precisar de uma receita líquida mensal, isto é, já deduzida do pagamento de imposto, de pelo menos R$ 4.479,00. Neste sentido, quanto mais tempo faltar para você se aposentar maior o efeito da inflação e maior precisará ser a sua renda mensal para manter seu padrão de vida atual, e isto deve ser levado em consideração quando você planeja seus investimentos.

Nestes casos, é particularmente importante analisar a evolução do seu poder aquisitivo nos próximos anos, de forma a tentar estabelecer uma estratégia de investimento que lhe permita garantir uma aposentadoria tranqüila. Ninguém está falando para você viver na miséria e abrir mão de todos os seus sonhos de consumo, mas é preciso responsabilidade para que a evolução das suas despesas não supere o crescimento de suas receitas.

Se isto acontecer, além de ter o seu dinheiro corroído pela inflação, você está aos poucos diminuindo a sua capacidade de investimento. Não é preciso conhecer muito de finanças para saber que quanto menos você poupar agora, menos poderá gastar no futuro.

Na tabela abaixo, simulamos duas situações distintas: na primeira a capacidade de poupança da pessoa aumenta com o tempo, o que permite que ela poupe mais durante a fase que ainda está na ativa. Já no segundo caso, a capacidade de poupança diminui com o tempo, pois as despesas crescem mais do que as receitas. Em ambos os casos o dinheiro que sobra no final de cada mês foi investido de forma a oferecer um retorno líquido de 1% ao mês.

Evolução das reservas financeiras (em R$)

Cenário 1 Cenário 2
Taxa de ajuste anual:
Receitas 7% e Despesas 5%
Taxa de ajuste anual:
Receitas 5% e Despesas 7%
Período Poupança/(Déficit) Cta de Investimento Poupança/(Déficit) Cta de Investimento
Hoje 500 500 500 500
Em 5 anos R$ 954 R$ 71,4 mil R$ 386 R$ 47,9mil
Em 10 anos R$ 1,660 mil R$ 237,4 mil R$ 138 R$ 108,5 mil
Em 15 anos R$ 2,74 mil R$ 612,6 mil (R$ 321) R$ 189,4 mil
Em 20 anos R$ 4,368 mil R$ 1,405 milhão (R$ 1,106 mil) R$ 285,3 mil
Em 25 anos R$ 6,8mil R$ 3,013 milhão (R$ 2,4 mil) R$ 374,2 mil


Como podemos observar no cenário 1, você provavelmente não terá de se preocupar, pois como suas receitas estão crescendo consistentemente acima das despesas, portanto basta não mudar radicalmente seu padrão de gastos que você terá uma aposentadoria confortável.

O cenário 2 é mais preocupante, pois nele sua capacidade de poupança diminui com o tempo, e aos poucos você acaba gastando mais do que recebe o que impede um crescimento mais acentuado das suas reservas.

Para evitar situações como o segundo cenário você deve aproveitar os anos em que sua capacidade de poupança ainda é positiva para investir, criando uma fonte alternativa de receita para os anos em que suas despesas excederem as receitas. Além disso, é importante planejar sua aposentadoria com cuidado. Em alguns casos não há o que fazer senão rever os hábitos de consumo, a menos que você queira depender dos outros durante sua aposentadoria, ou passar os últimos anos de vida sempre no vermelho.

 

Contato