Em minhas-financas

Durante entrevista, a primeira impressão pode enganar você!

Como selecionador ou entrevistado, nem sempre o impacto inicial lhe ajudará a tomar a melhor decisão

v class="show-for-large id-0 cm-clear float-left cm-mg-40-r cm-mg-20-b" data-show="desktop" data-widgetid="0" style="">
SÃO PAULO - Você já deve ter ouvido a frase: "A primeira impressão é a que fica". O importante, no entanto, é ter consciência de que nem sempre ela lhe dará a sinalização correta sobre o melhor caminho a tomar, principalmente no campo profissional.

Rotina leva ao imediatismo
Nos dias atuais, é bastante comum a necessidade de se resolver tudo muito rápido. Os prazos são cada vez mais curtos e o trabalho se acumula na sua mesa. Em casa ou no trabalho, a rotina se repete.

Alternando rapidamente os canais de TV, você observa o que lhe interessa ou não em poucos segundos. No mundo da internet, consegue identificar os assuntos que lhe despertam a atenção em pouquíssimo tempo de visita a um site. E outros muitos exemplos existem, é só observar o seu dia-a-dia.

Mas será que dá certo encarar dessa forma também as relações humanas? Será que um selecionador pode julgar se um candidato se enquadra ou não à sua vaga nos primeiros minutos da entrevista?

E o candidato, consegue mesmo avaliar rapidamente se a empresa lhe interessa?

Dê mais tempo à sua observação
Não há como negar que durante uma entrevista é preciso que tanto o candidato quanto o selecionador estejam abertos à observação, visando "perceber" e "identificar" tudo aquilo que lhes levará à decisão.

De um lado, a aparência do candidato, a postura e a segurança ao se expressar causam impacto (positivo ou negativo) e são motivo suficiente para caprichar muito neste quesito! Já do outro, uma empresa bem estruturada dá ao candidato a certeza de estar no lugar certo.

Mas... é preciso lembrar que isso tudo não basta. O ideal é somar esta "percepção aguçada" a outros fatores, que aparecerão com o tempo: o selecionador deve ouvir o candidato, de forma imparcial, coletando o maior número possível de informações que lhe fornecerão elementos valiosos para a decisão final.

Já o candidato deve se sentir à vontade para esclarecer suas dúvidas, obter mais informações sobre a vaga e apurar dados que lhe façam sentir maior segurança para dar novo passo na carreira.

O ponto é: a primeira impressão geralmente fica, e empolga, tanto positiva como negativamente. Mas nem sempre ela é a correta. Portanto, fique atento!

 

Contato