Em minhas-financas

Carreira: observe como você se comunica

Na busca pelo emprego, além do conhecimento e da experiência, candidato deve ser preocupar com a maneira como se expressa em um processo seletivo

v class="show-for-large id-0 cm-clear float-left cm-mg-40-r cm-mg-20-b" data-show="desktop" data-widgetid="0" style="">
SÃO PAULO - Ao pensar em uma entrevista de emprego, é comum você se preocupar com as perguntas que serão feitas, se haverá ou não algum tipo de teste, e se terá que concorrer com muitos outros profissionais para a conquista da vaga.

Porém, uma dica: muitos daqueles que brigam por seu espaço no mercado de trabalho, principalmente quando entram nesta disputa pela primeira vez, não dão a merecida atenção a um detalhe extremamente importante: a forma como se expressam.

Neste caso, observe alguns cuidados que podem fazer a diferença durante um processo seletivo:

Atenção ao vocabulário
Além de se preocupar com a clareza de suas respostas e em "vender" sua imagem, transmitindo sua experiência (mesmo que apenas teórica) e seu interesse pela vaga, é necessário que você capriche em seu vocabulário. Lembre-se que tudo está sendo observado. Afinal, este é o objetivo do processo seletivo. A dica vale tanto para a entrevista quanto para a dinâmica de grupo, onde você, junto a outros candidatos, poderá manifestar sua opinião sobre diversos assuntos.

Em primeiro lugar, evite as gírias! Você não precisa exagerar em termos muito formais, mas deve tomar o cuidado para não elaborar frases com expressões como "tipo assim", "arrebentei", "arrasei".

Parece exagero, mas não é. Em muitas situações, o entrevistador tenta criar uma atmosfera informal, para que o candidato se sinta bem o suficiente para agir com naturalidade. Por isso, todo cuidado é pouco!

Esteja bastante atento também ao gerúndio. Esqueça frases como "vou estar enviando por e-mail alguns trabalhos que fiz na faculdade para você estar dando uma olhada". Isto derruba qualquer candidato!

Lembre-se com quem está falando
Mantenha a calma. Não há motivo para nervosismo em ocasiões como estas. Capriche em seu tom de voz: falar muito baixo dá impressão de timidez e fragilidade.

O segredo é agir com naturalidade, porém tendo consciência de que se trata de algo formal. Afinal, você está no meio de uma seleção para emprego. Portanto, mostre-se interessado, expresse sua disposição ao trabalho, mas não se empolgue, principalmente ao participar de uma dinâmica.

Neste caso em particular, procure transmitir seu ponto de vista, sem imposições. Não demonstre irritação ao discordar de algo e muito menos crie um ambiente desagradável.

Em resumo, o cuidado com as palavras não deve ser apenas uma prioridade dos testes escritos. Lembre-se que o contato direto com o entrevistador é muito importante e, na memória dele, ficará gravado justamente o que vocês conversarem. No caso de um "empate de currículos", por exemplo, a postura e a forma de expressão durante a entrevista serão o ponto de decisão para preenchimento da vaga. Por isso, prepare-se e boa sorte!

 

Contato