Em minhas-financas

Como você encara o trabalho em equipe?

No ambiente empresarial, a atividade em grupo é praticamente obrigatória; para bons resultados, algumas barreiras devem ser vencidas

v class="show-for-large id-0 cm-clear float-left cm-mg-40-r cm-mg-20-b" data-show="desktop" data-widgetid="0" style="">
SÃO PAULO - Tanto quem já atua no mercado de trabalho, quanto os marinheiros de primeira viagem, que iniciam agora sua trajetória profissional, sabem que o trabalho em grupo requer algum esforço de seus integrantes.

Lembre-se que, além do conhecimento técnico comprovado, seu comportamento é determinante neste ambiente. Por este motivo, você deve evitar atritos e zelar pela boa convivência. Portanto, questione-se: como você se comporta diante do seu grupo de trabalho?

Caso chegue à conclusão de que seu desempenho neste aspecto não tem sido dos melhores, seguem abaixo algumas dicas. Porém, se você se avaliou positivamente, lembre-se que é sempre possível melhorar. Portanto, mãos à obra!!!

Aceite as diferenças
Este é o primeiro ponto. Embora seja óbvio, às vezes esquecemos que cada integrante do grupo tem o seu perfil. Respeitando-se este princípio e sabendo-se assimilar estas diferenças como peças a serem agrupadas, fica mais fácil encarar o trabalho em equipe.

A idéia, como sempre, é bem mais fácil na teoria do que na prática. Por isso, esteja preparado para superar alguns problemas e siga em frente.

Não misture vida pessoal com profissional
Evite se envolver muito na vida pessoal de seus companheiros de equipe, a não ser que esteja fazendo isso para ajudar alguém em apuros. O princípio é não fazer com que possíveis problemas pessoais venham a interferir no ambiente de trabalho.

A dica é válida para aqueles desentendimentos inexplicáveis que ocorrem num encontro informal num fim de semana, por exemplo, e que são levados para a empresa na segunda-feira. Lembre-se que ninguém tem nada a ver com isso!

Atenção às críticas
Seja bastante cuidadoso ao julgar seu colega de trabalho. Mesmo que considere esta medida construtiva em certas ocasiões, tenha muito critério ao optar por este caminho. Verifique se existe necessidade real e espaço para isso.

O principal, neste ponto, é ter a consciência de que não existe a perfeição. Portanto, antes de criticar tanto o trabalho alheio, observe o seu!

Seja atuante
É comum que, em uma equipe, alguns profissionais se destaquem mais do que outros, em razão de suas aptidões e suas afinidades para determinadas tarefas. Isto faz com que alguns integrantes se acomodem, deixando o trabalho para os "destaques" da equipe, escondendo-se atrás deles.

Mesmo que você não tenha o destaque que gostaria, é importante demonstrar real interesse pelas atividades do grupo. Procure fornecer apoio ao serviço executado. Sempre há algo a fazer para quem realmente está interessado em trabalhar. As tarefas nunca se esgotam. Por isso, combata sua acomodação.

Acima de tudo, dialogue!
A frase "conversando é que se entende" diz tudo. Não há maneira melhor de conciliar as diferenças do que a preocupação em manter o diálogo. Para isso é preciso também saber ouvir e ter uma dose extra de paciência e tolerância, já você poderá não gostar do que irá escutar.

Tenha equilíbrio e coerência suficientes para expor suas idéias, mas lembre-se que nem sempre seu ponto de vista estará correto, ou prevalecerá diante do grupo. Porém, é importante que você se posicione, caso contrário assumirá sempre a postura de ceder, o que não é nada saudável.

Experiência leva ao crescimento
Driblando as dificuldades, você poderá aprender com elas. Lembre-se que trabalhar em grupo, mesmo que muitas vezes pareça desgastante, oferece uma grande oportunidade de crescimento.

Utilize esta ferramenta a seu favor. Em uma empresa, a convivência com pessoas que agem e pensam de uma forma diferente que a sua é um fato. Por isso, faça desta dificuldade uma escola. Prepare-se para lidar com grupos e agir corretamente visando bons resultados. Lembre-se que tudo isso representará mais uma pontuação em seu currículo!

 

Contato