Nath Finanças alerta para criação sistemática de perfis falsos de influenciadores em redes sociais

Influenciadora está há cerca de um ano tentando acabar com grupos que tentam vender criptos em seu nome: “Nunca falei sobre esse assunto”

Suzana Liskauskas

Publicidade

Influenciadores no segmento de finanças têm sofrido com a atuação de fraudadores, que proliferam perfis falsos em redes sociais. O desafio é grande e tem afetado até mesmo famosos como Nathália Rodrigues, mais conhecida como Nath Finanças.

“Pelo menos, uma vez no mês, surge um perfil fake criado no X [antigo Twitter] se passando por Nath Finanças para vender criptomoeda”, disse. “Minha equipe e eu estamos, estamos tentando há cerca de um ano tirar do Telegram um perfil que criou até um grupo se passando por mim, vendendo criptomoeda. Nunca falei sobre esse assunto”, resumiu Nath durante painel do Smart Summit 2024 nesta quinta-feira (25), evento que conta com a cobertura especial do InfoMoney.

A influenciadora se mostrou admirada com a ousadia dos fraudadores, que mandam mensagens privadas inclusive para ela oferecendo uma “ótima oportunidade de fazer dinheiro”.

Masterclass

O Poder da Renda Fixa Turbo

Aprenda na prática como aumentar o seu patrimônio com rentabilidade, simplicidade e segurança (e ainda ganhe 02 presentes do InfoMoney)

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Do lado das redes sociais, o cuidado também tem sido redobrado para evitar fraudes. Silvia Belluzzo, diretora de Marketing para PMEs América Latina do Tik Tok, que também participou do painel, ressaltou o compromisso da plataforma em seguir a regulamentação e combater eventuais fraudes.

Segundo Belluzzo, o conteúdo postado é acompanhado com muito rigor, sobretudo nas peças publicitárias.

As redes sociais têm ganhado cada vez mais destaque quando o assunto é finanças. Pesquisas feitas pelo Tik Tok mostram que 54% dos usuários se orientam do ponto de vista financeiro por meio das dicas e recomendações que acompanham na plataforma.

Continua depois da publicidade

“Por isso, tendemos a monitorar da melhor forma possível para que não ocorra problemas como os que a Nath falou”, disse Belluzzo.