Estoque diminuiu

Mercado imobiliário tem vendas em alta e lançamentos moderados no 1º trimestre

Os lançamentos residenciais somaram 28.258 unidades no país no primeiro trimestre de 2021, alta de 3,7% em relação ao mesmo período do ano passado

O mercado imobiliário nacional fechou o primeiro trimestre do ano com crescimento robusto nas vendas e um avanço discreto dos lançamentos pelas empresas, diante de incertezas com a pressão sobre os custos de construção. A consequência foi a redução dos estoques, de acordo com pesquisa da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) divulgada nesta segunda-feira.

Os lançamentos de imóveis residenciais no País somaram 28.258 unidades no primeiro trimestre de 2021, alta de 3,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

Já no acumulado dos últimos 12 meses, o setor registrou um recuo de 10,5% nos lançamentos, para 168.673 unidades.

Por sua vez, as vendas atingiram 53.185 unidades no primeiro trimestre de 2021, um aumento de 27,1%. No acumulado dos últimos 12 meses, a alta foi de 12,8%, chegando a 207.946 unidades.

Com uma evolução mais forte das vendas perante os lançamentos, os estoques de imóveis (na planta, em obras e recém-construídos) caíram 14,8%, para 153.914 moradias. Este é o patamar mais baixo já registrado pela CBIC desde que o início da série histórica da pesquisa, em 2016.

Considerando a média de vendas dos últimos 12 meses, se não houver novos lançamentos, a oferta final se esgotaria em 8,9 meses. Há um ano, essa métrica estava em 11,8 meses.

Como declarar investimentos no IR?
Baixe de graça um ebook que explica como declarar seus investimentos (e quais são isentos) no Imposto de Renda:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.