Estratégia

Governo Temer quer dobrar isenção para IRPF e tributar dividendos, diz jornal

Governo estuda pacote de “bondades” para lançar ao lado das reformas  

Por  Paula Zogbi

SÃO PAULO – O governo Temer está considerando dobrar o valor de isenção para o Imposto de Renda parra Pessoa Física (IRPF) e tributar dividendos, atualmente isentos. A informação é de fontes do Valor.

Atualmente, rendimentos acima de R$ 28.559,70 anuais (R$ 1.903 mensais) são tributados pelo IRPF. Esse número subiria a R$ 48 mil anuais ou R$ 4 mil mensais, ainda de acordo com o jornal.

Para compensar as perdas na arrecadação com a medida descrita, a ideia seria tributar dividendos até mesmo dos chamados sócios-cotistas de empresas, cuja remuneração de participação é feita em forma de dividendos. Não foram mencionadas as porcentagens dessas possíveis tributações.

Segundo o jornal, a ideia é minimizar a rejeição às reformas Trabalhista e da Previdência e se somaria à liberação de contas inativas do FGTS dentro de um “pacote de bondades”. Com as medidas, a base aliada de Temer pretende chegar a 2018 popular entre as classes sociais mais baixas.

Compartilhe