Em minhas-financas / gadgets

4 novidades do Facebook que você provavelmente ainda não conhece

Algumas das novas funções da rede social já estão disponíveis no Brasil  

Facebook
(Paula Zogbi)

SÃO PAULO – O Facebook apresentou nesta quarta-feira (9), em evento na cidade de São Paulo, algumas das novidades que vem lançando ao redor do mundo. Entre elas, ferramentas de segurança, um serviço de recrutamento e uma plataforma de vídeo sob demanda. Algumas delas ainda não estão disponíveis no Brasil, mas outras já chegaram em todo o mundo.

1.       Grupos para páginas

Através de ferramenta que estava em teste nos últimos meses, o Facebook agora permite que qualquer fan page de empresa, veículo de mídia ou organização crie grupos na rede social. Esses grupos funcionarão da mesma forma que aqueles abertos por usuários comuns, mas terão moderação da página e podem organizar todos os seguidores, de forma a melhorar o relacionamento com a marca.

A novidade se relaciona diretamente com a nova Missão da empresa, anunciada em junho desse ano: “dar às pessoas o poder de criar comunidades e aproximar o mundo”.

2.       Segurança contra “revenge porn”

Com o aumento dos crimes virtuais envolvendo publicação de “nudes” sem consentimento, o Facebook tem tomado medidas específicas na tentativa de coibir o compartilhamento de fotografias que possam expor pessoas ilegalmente.

Embora já tenha algumas medidas de proteção nesse sentido, como as denúncias ativas por parte dos usuários e um banco de imagens que proíbe o compartilhamento da mesma fotografia ofensiva mais de uma vez, a inovação mais recente é o apoio às vítimas desse tipo de violência.

Agora, uma parceria com a Cyber Civil Rights Initiative e com a Safernet Brasil oferece dicas e conselhos para qualquer vítima de compartilhamento de imagens íntimas de maneira não consensual. Essa parceria envolve suporte emocional, conselhos técnicos e informações gerais aos usuários brasileiros e do mundo inteiro.

Também em parceria com agências de segurança eletrônica, o Facebook também passou a permitir que pessoas de alguns países – a saber, Austrália, EUA, Canadá e Reino Unido – compartilhem voluntariamente imagens sob suspeita de compartilhamento inapropriado. O usuário pode enviar seu próprio “nude” à agência de segurança para que ele entre no banco de imagens e não possa nunca mais ser compartilhado em nenhuma rede social.

3.       Jobs

Anunciada em fevereiro, a ferramenta de recrutamento Facebook Jobs ainda não tem data para estrear no Brasil, mas foi apresentada no evento desta quinta-feira. Ela permite que páginas de empresas criem descrições de suas vagas de emprego e que usuários se candidatem através dos próprios perfis no Facebook.

Além das informações públicas, os candidatos poderão enviar informações extras, como carta de apresentação e contato, aos recrutadores. Do ponto de vista da rede social, isso provavelmente fará com que usuários compartilhem cada vez mais informações e aumentará o poder do Facebook sobre os dados das pessoas.

4.       Watch

Ainda para trás no mercado de streaming, o Facebook começou os esforços para diminuir a desvantagem com o Watch – que também não tem data para chegar ao Brasil. Muito semelhante à Netflix, essa plataforma, dentro da rede social, reúne programas em vídeo em uma lista que permite ao usuários assistí-los quando quiserem. O Watch divide os programas entre interesses, episódios salvos e sugestões baseadas no perfil de cada um. Confira uma demonstração:

 

Contato