Conteúdo Patrocinado
Oferecido por Hashdex

Fundo da Hashdex que contempla criptoativos está disponível na XP

Com R$ 500 é possível investir no ‘Discovery’, opção segura e regulada para aumentar a diversificação do portfólio

O mercado de criptoativos segue em expansão. Para além do Bitcoin, o mais conhecido no mundo, existem ao menos outros cinco mil aptos para a compra. O desafio é saber quais são apropriados para fazer parte da carteira.

Uma opção é confiar essa tarefa a um gestor. Especializada em blockchain e criptoativos, a Hashdex, gestora fundada em 2018 com apoio de fundos do Vale do Silício e regulada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), oferece acesso aos criptos por meio de fundos de investimentos simples, seguros, regulados e diversificados.

A partir de julho, o ‘Discovery’, veículo direcionado para o varejo – que aloca 20% do patrimônio em criptoativos e 80% em renda fixa – começa a ser distribuído pela XP Investimentos. O valor de entrada é de R$ 500.

Trata-se de uma alternativa para direcionar uma pequena parcela dos investimentos em cripto, o que ajuda na diversificação, mas com risco controlado. Embora essa categoria tenha alta volatilidade, a sua presença na carteira traz o benefício da baixa correlação com os ativos tradicionais.

Invista nos melhores fundos com a ajuda da melhor assessoria: abra uma conta gratuita na XP

Simulador
Para entender como ficaria o conjunto de investimentos com a entrada das criptos, a gestora disponibiliza um simulador em seu site. Nele, o investidor pode selecionar uma carteira padrão conforme o seu perfil ou trabalhar com uma cópia da própria carteira. Ambas opções podem ser customizadas com a alocação de diversas classes de ativos de renda fixa ou renda variável. O simulador calcula o percentual de criptoativos que poderia ser adicionado ao portfólio sem aumentar seu risco, além de apresentar um comparativo das estatísticas de performance.

Além do ‘Discovery’, Hashdex administra outros dois fundos de investimento no Brasil. O ‘Explorer’, direcionado para o investidor qualificado, tem até 40% de exposição em cripto e investimento inicial de R$ 10 mil. Já o ‘Voyager’, voltado para o investidor profissional, pode alocar até 100% do patrimônio em criptoativos com aporte mínimo de R$ 100 mil.

A parcela investida em cripto de cada fundo é alocada entre os 16 ativos presentes no HDAI, benchmark criado pela equipe da Hashdex que agrega critérios rígidos de elegibilidade na categoria. Com rebalanceamento trimestral, o índice tem como objetivo representar de maneira ampla esse mercado de US$ 270 bilhões.

Confira o simulador clicando aqui.

Importante: A publicação acima é um conteúdo patrocinado, sendo que a Infostocks Informações e Sistemas Ltda. (“InfoMoney”) não tem qualquer responsabilidade pelo conteúdo e informações disponibilizadas, não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. O autor ou empresa responsável pelo conteúdo estão indicados na própria publicação.