Falha no débito automático pode causar prejuízo ao consumidor, alerta Idec

Erro pode partir tanto da instituição bancária quanto da empresa que fornece o serviço.

Nara Faria

Publicidade

SÃO PAULO – Cada vez mais os consumidores tem mostrado preferência pelo sistemas de débito automático a fim de não se preocupar com as datas de vencimento das faturas. Entretanto, se esta ferramenta não for bem administrada, poderá trazer muitas dores de cabeça.

Um levantamento feito pelo Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor)  aponta que os serviços financeiros estão quarto lugar entre os setores onde há mais reclamações por parte dos consumidores no ano de 2013. A maior parte das notificações estão relacionadas aos bancos, responsáveis por 60,71% dos atendimentos sobre assuntos financeiros.

No caso do débito automático, em muitos casos o sistema pode falhar e as contas acabam não sendo pagas. O consumidor só toma consciência da falha quando há a notificação da concessionária acerca da falta de pagamento, ou ainda quando acontece a interrupção do serviço cobrado, como água, luz ou telefone. 

Masterclass

O Poder da Renda Fixa Turbo

Aprenda na prática como aumentar o seu patrimônio com rentabilidade, simplicidade e segurança (e ainda ganhe 02 presentes do InfoMoney)

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Nesses casos, o erro pode partir tanto da instituição bancária quanto da empresa que fornece o serviço. No caso do banco, pode acontecer de o valor não ser debitado, mesmo que o cliente tenha saldo na conta. Já por parte das empresas fornecedoras, a falha acontece quando não há o envio da ordem de débito.

Caso haja falhas nos pagamentos, o consumidor deve entrar em contato tanto com a empresa prestadora quanto com a instituição bancária, para que haja a identificação do erro e sua correção. O mais indicado é que seja feita uma reclamação por escrito.