Conteúdo Patrocinado
Oferecido por ARX Investimentos

Equilíbrio fiscal depende da aprovação de reformas, avalia a economista-chefe da ARX Investimentos

Expansão fiscal tende a gerar um aumento de 20 pontos percentuais na relação dívida pública e Produto Interno Bruto (PIB) até dezembro

Aprenda a investir na bolsa

Entendemos que a maior preocupação do mercado hoje é a maneira com que o Brasil vai lidar com o aumento dos gastos públicos em resposta à crise do Covid-19. Essa expansão fiscal tende a gerar um aumento de 20 pontos percentuais na relação dívida pública e Produto Interno Bruto (PIB) até dezembro. “O Brasil vai precisar aprovar reformas, como a tributária, além de promover privatizações e concessões para equilibrar esse cenário e voltar a gerar crescimento”, diz Solange Srour, economista-chefe da ARX Investimentos.

Importante: A publicação acima é um conteúdo patrocinado, sendo que a Infostocks Informações e Sistemas Ltda. (“InfoMoney”) não tem qualquer responsabilidade pelo conteúdo e informações disponibilizadas, não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. O autor ou empresa responsável pelo conteúdo estão indicados na própria publicação.