Brasil

Economia brasileira deve registrar crescimento acelerado ao longo do 1º semestre de 2013

Segundo a Serasa Experian, a melhora gradativa do cenário internacional e a perspectiva de manutenção das taxas de juros em patamares baixos são fatores que ajudarão no crescimento

empresas

SÃO PAULO – O Indicador Serasa Experian de Perspectiva da Atividade Econômica mostrou crescimento de 0,3% em novembro frente ao mês de outubro de 2012, atingindo o valor de 101,2 pontos.

O indicador, divulgado nesta quarta-feira (30), prevê, em um horizonte de seis meses, em que patamar se encontrará a economia brasileira. Sendo assim, o resultado de novembro sinaliza que a aceleração do ritmo de crescimento econômico deve se estender ao longo do primeiro semestre deste ano.

Fatores que ajudarão
De acordo com os economistas da Serasa Experian, a melhora gradativa do cenário internacional, especialmente nos EUA e na China, a perspectiva de manutenção das taxas de juros em patamares mínimos, a presença de vários estímulos fiscais, a retomada do crédito e a perspectiva mais favorável para a inadimplência deverão impulsionar, de forma mais significativa, o ritmo de expansão da atividade econômica ao longo dos próximos meses.

Sobre a pesquisa
O Indicador Serasa Experian de Perspectiva pretende antever, em um período de seis meses, em que fase do ciclo vão estar algumas variáveis econômicas, como atividade econômica, concessões reais de crédito aos consumidores e às empresas, e inadimplência da pessoa física e jurídica.