Em minhas-financas / credito

Recuperação de crédito avança em fevereiro, mas ainda se mantém fraca

Apesar da alta, índice desacelera tanto na comparação com janeiro deste ano quanto com o mesmo período de 2013

Dívidas

SÃO PAULO - Apesar de ter mostrado avanço se comparação ao igual mês do ano passado, o número de devidas em atraso regularizadas foi mais fraco em comparação a outros períodos. 

Segundo o indicador mensal de recuperação de crédito do SPC Brasil, o número de dívidas em atraso regularizadas cresceu 2,23% em fevereiro de 2014 na comparação com igual mês do ano passado. Porém, em janeiro deste ano a variação na base anual de comparação havia sido de 9,12% e em fevereiro de 2013 o aumento foi de 8,50%.

Na comparação com janeiro de 2014, o indicador apresentou recuo de 0,42%. De acordo com o SPC Brasil, a queda do número quando se comparada ao mês imediatamente anterior é típica de fevereiro, dado a maior dificuldade das famílias em pagar os compromissos financeiros de início de ano, como IPTU, IPVA e despesas escolares. No acumulado do bimestre, o volume de dívidas quitadas soma alta de 5,57%.

O movimento de recuperação de dívidas está diretamente relacionado ao comportamento de alta da inadimplência neste começo de ano, na avaliação da economista do SPC Brasil, Luiza Rodrigues. “Os dados revelam que o número de cancelamentos junto ao SPC Brasil cresce a um ritmo cada vez menor. Alguns fatores relacionados ao desaquecimento da economia, como juros e inflação em alta e desaceleração da massa salarial explicam a maior dificuldade de parte dos brasileiros em regularizar suas pendências”, explica.

 

Contato