Em minhas-financas / credito

Comprar traz felicidade? especialistas garantem que se for planejado sim

Consumidor deve ter consciência de seus gastos e evitar o endividamento

SÃO PAULO - A ideia de ir para as compras para se sentir feliz não é condenável, na avaliação do superintendente de serviços ao consumidor da Serasa Experian, Maria Zanforlin. Para ele, a compra em si pode trazer uma sensação de bem-estar, desde que haja planejamento financeiro e uma correta avaliação sobre a necessidade desse bem.

“Traçar uma meta, planejar, economizar e, enfim, conseguir a casa, o carro ou até uma viagem é a concretização de um sonho, uma conquista feliz e que tem seu mérito”. A declaração de  Zanforlin foi feita nesta nesta sexta-feira (21), lembrado como dia internacional da felicidade.

Entretanto, se a compra não for bem planejada e o consumo não for consciente, estes podem trazer sérios problemas aos consumidores. A psicóloga e coordenadora do grupo de tratamento a compradores compulsivos do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo e presidente da ONG Associação Viver Bem, Tatiana Zambrano Filomensky, alerta que o gasto sem critério e compulsivo gera apenas a sensação imediata e efêmera de prazer, sem considerar as verdadeiras condições de compra da pessoa, o que pode promover o endividamento excessivo. "Essa maneira de consumir não só afasta o consumidor da felicidade como pode trazer sofrimento psíquico”, explica Filomensky.

Segundo a psicóloga, a maioria das pessoas não consome apenas o necessário. “E isso é natural porque bem-estar e consumo estão atrelados. Mas o ato de comprar passa por uma decisão financeira e é aqui que a atenção deve ser redobrada”, alerta.

Para ela, existe uma tendência de as pessoas não unirem as despesas que acumulam: um sapato em promoção pode ser atrativo. Mas quando o valor é somado a outras compras, despesas de água, luz, telefone, gasolina, alimentação e demais contas do mês a aquisição se torna inviável. “É esse exercício que devemos fazer”, completa.

 

Contato