Conteúdo editorial apoiado por

Corretora Lockton anuncia aquisição da concorrente THB Brasil

Aquisição da THB é um dos investimentos feitos pela Lockton para expandir suas operações no mercado brasileiro

Equipe InfoMoney

Da esquerda para direita: Eduardo Lucena, José Otávio e Felipe Leão de Mourão (Crédito: Fernando Cavalcanti)

Publicidade

Duas corretoras de seguros com presença global uniram forças no mercado brasileiro: a Lockton anunciou a aquisição da concorrente THB Brasil, empresa do Grupo Amwins.

“A combinação de dois grandes players do mercado de seguros e consultoria resultará em um crescimento de alta escala e com grande rentabilidade, viabilizando acesso a soluções inovadoras para todos os clientes”, informa o comunicado divulgado à imprensa na sexta-feira (5).

O comunicado diz ainda que “a aquisição da THB é um dos investimentos feitos pela Lockton com o objetivo de expandir suas operações no mercado brasileiro”. Recentemente, a corretora vem investindo atrair talentos para as áreas de Risk Solutions, People Solutions e Reinsurance. Com a THB, a Lockton objetiva reforçar seu time comercial, expandir sua capacidade no país e abrir oportunidades de novos negócios e no desenvolvimento de produtos.

Conteúdo XP

50 segundos para mudar o seu 2024

Descubra a combinação de ativos ideal para você investir hoje

“Criaremos mais oportunidades aos nossos colaboradores para alcançarmos juntos o nosso objetivo de dobrar de tamanho nos próximos três anos”, diz José Otávio Sampaio, CEO da Lockton Brasil, ressaltando estar “motivado para começar essa nova fase da corretora”.

Eduardo Lucena, CEO da THB Brasil, assume como Deputy CEO da Lockton Brasil, juntamente com outros executivos da THB, que também farão parte do board executivo da companhia. Os demais termos da transação não foram revelados.

Segundo Lucena, é preciso “inovar constantemente” para manter a competitividade e atender aos clientes, acompanhando o crescimento do mercado brasileiro previsto para os próximos anos. “Estamos entusiasmados para unirmos forças com a Lockton e fazermos parte desta cultura independente, centrada no cliente e focada em pessoas”, comenta.

A estrutura do corpo executivo passa a ter o seguinte formato:

Veja também episódio do “Tá Seguro?”: