Em minhas-financas / consumo

Bolsonaro assina decreto para fim do horário de verão em 2019

O presidente já havia confirmado que a medida seria cancelada no início desse mês  

Jair Bolsonaro
(Shutterstock)

SÃO PAULO - O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta quinta-feira (25) o decreto que acaba com o horário de verão durante uma cerimônia no Palácio do Planalto.

Segundo o presidente, a medida segue estudos que analisaram a economia de energia no período e como o relógio biológico da população é afetado.

O presidente já havia confirmado que a medida seria cancelada no início desse mês. 

"Após estudos técnicos que apontam para a eliminação dos benefícios por conta de fatores como iluminação mais eficiente, evolução das posses, aumento do consumo de energia e mudança de hábitos da população, decidimos que não haverá Horário de Verão na temporada 2019/2020", afirmou Bolsonaro no Twitter.

Ainda segundo Bolsonaro, “gente da área de saúde” também foi procurada para apontar como o horário afeta o relógio biológico das pessoas.

“As conclusões foram coincidentes: questão de economia, o horário de pico era mais pra 15h, então não tinha mais a razão de ser [da permanência do horário], não economizava mais energia; e na área de saúde, mesmo sendo uma hora apenas, mexia com o relógio biológico das pessoas”, afirmou.

Durante a cerimônia, o presidente também revelou que não gostava do horário de verão e disse estar atendendo a um pedido da população. 

"Eu concordo que eu sempre reclamei do horário de verão. E tive a oportunidade, agora, atendendo às pesquisas que fizemos, também, que mais de 70% da população era favorável ao fim do horário de verão. Esperemos que dê certo... Que o Brasil não tem nada a ver com economia de energia, mas em não mais mexendo no relógio biológico, com toda certeza, a produtividade do trabalhador aumentará", afirmou Bolsonaro.

Invista seu dinheiro para realizar seus sonhos. Abra uma conta na XP - é de graça. 

 

Contato