Em minhas-financas / consumo

Horário de verão é "antecipado" com falha de operadoras

À meia-noite, clientes das operadoras de celulares e tiveram os relógios dos telefones adiantados em uma hora

smartphone celular tecnologia
(Shutterstock)

Este domingo, dia 21, ficou uma hora mais curto para os usuários de smartphones de todo o País. É que uma falha, corrigida ainda no domingo, fez com que os relógios dos aparelhos fossem adiantados uma hora automaticamente, mesmo antes do início do horário de verão, programado para ter início no próximo dia 4 de novembro.

À meia-noite, clientes das operadoras de celulares e tiveram os relógios dos telefones adiantados em uma hora. A falha virou um dos assuntos mais comentados do Twitter e causou transtorno aos usuários.

A vendedora Verônica Oliveira, de 30 anos, achou que estava atrasada. Ela leva quase duas horas para ir de casa até o trabalho, em uma loja de doces na zona oeste de São Paulo. "Tinha de abrir a loja às 13h. Quando olhei no telefone, já eram 11h40. Corri para me arrumar."

Os bilheteiros Eduardo Lima e Gleide Jane também se espantaram com o horário de verão "antecipado". "Geralmente, avisam antes", diz ele. Ela, que estava mexendo no celular à meia-noite de ontem, quando o relógio do aparelho passou a marcar 1h, achou que o problema fosse apenas no seu telefone. "Mudei para o horário certo por minha conta, pelo menos não perdi uma hora de sono."

Com a confusão do horário de verão no celular, Lauro Ortega, de 67 anos, chegou ao trabalho uma hora mais cedo. Ele é funcionário do estacionamento de um supermercado, colocou o telefone para despertar às 4h, com a intenção de chegar às 6h no trabalho. "Só percebi que o relógio estava errado quando cheguei no trabalho."

Na última segunda-feira, dia 15, o governo anunciou que o horário de verão começará no dia 4 de novembro. A mudança do início do horário de verão, que geralmente começa em outubro, foi feita pelo presidente Michel Temer a pedido do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O pedido havia sido feito para que a troca de horário começasse após o segundo turno das eleições, no próximo domingo.

Não fique parado no tempo: invista! Abra uma conta na XP gratuitamente clicando aqui.

O Ministério da Educação também havia pedido que o início do horário de verão fosse adiado em duas semanas, devido ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), mas o governo voltou atrás.

De acordo com o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular (Sinditelebrasil), o ajuste nos relógios dos aparelhos não foi feito pelas operadoras. A entidade disse não saber o que originou a falha. Segundo o Estado apurou, o relógio dos aparelhos geralmente é configurado pelas redes das operadoras.

O problema também afetou alguns relógios de rua em São Paulo. Segundo a SPObras, vinculada à Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras, as empresas de telefonia celular que prestam o serviço, por meio de chips, à concessionária responsável pelos relógios tiveram problemas para reverter a programação do horário de verão previsto inicialmente para ontem. Segundo a concessionária, a situação já havia sido normalizada ainda ontem.

Há uma semana, o mesmo problema já havia ocorrido em aparelhos de clientes da operadora Tim. A falha foi relatada tanto por usuários do sistema Android quanto do iOS. Na ocasião, a empresa de telefonia reconheceu que um problema no sistema fez com que alguns modelos de smartphones tivessem seus relógios adiantados.

 

Contato