EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em minhas-financas / consumo

Petrobras aumenta preço da gasolina em 0,74% nas refinarias

Medida entra em vigor na próxima quinta-feira (31) nas refinarias da Petrobras

posto de gasolina em SP
(Paulo Whitaker/Reuters)

SÃO PAULO -  Após cinco quedas consecutivas do valor do combustível, a Petrobras anunciou que voltará a subir o preço da gasolina nas refinarias a partir desta quinta-feira (31). 

O preço médio do litro da gasolina A sem tributo nas refinarias será de R$ 1,9671, uma alta de 0,74% em relação à média atual de R$ 1,9526. Em maio, o preço do combustível nas refinarias acumula alta de 9,42%. 

Congelado por 60 dias, o preço médio nacional do litro do diesel A permanece em R$ 2,1016.

Entenda como é formado o preço da gasolina

petrobras

O preço final da gasolina é composto por quatro parcelas: i) realização do produtor ou importador, no caso a Petrobras; ii) pelos tributos (Cide, PIS/Pasep e Cofins, e ICMS); iii) pelo custo do Etanol Anidro (fixado pelos seus produtores) e iv) pelas margens de comercialização das distribuidoras e dos postos revendedores. 

Quando o consumidor abastece em um posto, ele adquire a gasolina "C", que é uma mistura da gasolina "A" comercializada pela Petrobras (73%) com Etanol  Anidro (27%). As distribuidoras compram a gasolina pura das refinarias e o etanol das usinas produtoras e misturam esses dois componentes para formar a gasolina "C", vendida aos postos, que estabelecem os preços a serem cobrados do consumidor. 

O preço que a Petrobras vende a gasolina "A" para os distribuidores pode ser representado pela soma do valor do produto Petrobras com os tributos, que são cobrados pelos estados (ICMS) e pela União (Cide, PIS/Pasep e Confins). 

O consumidor, quando abastece, paga pela gasolina "C", que além da parcela da Petrobras, que representa 34% do valor, também paga pelo Etanol Anidro (12%), pela margem de distribuição e revenda (9%) e pelos tributos, que representam a maior parcela do valor final: 45%. Destes, 29% são do ICMS e 16% do Cide e PIS/Cofins, de acordo com levantamento feito pela Petrobras entre 13 e 19 de maio. 

Não quer deixar o seu dinheiro parado? Invista. Abra uma conta na XP

Com Agência Brasil

 

Contato