EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em minhas-financas / consumo

Presidente do Sincopetro diz que abastecimento em SP está se normalizando

Gouveia disse ainda que desde a tarde desta terça-feira, 29, os caminhões com combustível estão fazendo as entregas sem escolta

Posto de gasolina
(Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo do Estado São Paulo (Sincopetro), José Alberto Paiva Gouveia, disse na manhã desta quarta-feira, 30, em entrevista à rádio Eldorado, que o abastecimento de combustíveis nos postos da capital paulista está se normalizando em um ritmo acelerado.

"A coisa está melhorando rápido em São Paulo, as filas continuam, mas a coisa começa a se resolver, ficando mais tranquilo ao consumidor. A promessa das companhias é que irão trabalhar também no feriado, para normalizar a situação, entre segunda e terça-feira (dias 4 e 5), tudo já voltará ao normal", avaliou Gouveia.

Indagado se a greve iniciada nesta quarta-feira pelos petroleiros poderá afetar o abastecimento, o presidente do Sincopetro disse que a princípio isso não irá acontecer porque as companhias estão com estoque, já que não fizeram distribuição nesses dias de greve dos caminhoneiros. Ele destacou, contudo, que se a greve dos petroleiros durar mais do que o previsto (a categoria fala em uma paralisação de 72 horas), os problemas de abastecimento no setor poderão voltar.

Gouveia disse ainda que desde a tarde desta terça-feira, 29, os caminhões com combustível estão fazendo as entregas sem escolta. Segundo Gouveia, ocorreram aumentos exagerados de preços em alguns postos, mas foram casos pontuais. "Neste caso, o consumidor tem que penalizar, não voltando mais a esse local", sugeriu.

Contato