EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em minhas-financas / consumo

Governo mantém horário de verão e marca data para início

Na semana passada, foi cogitada a realização de uma pesquisa com a população para avaliar a opinião dos brasileiros sobre o horário de verão

frescobol
(Thinkstock)

SÃO PAULO – O governo decidiu manter o horário de versão deste ano, que deve entrar em vigor em 15 de outubro e acabar em 17 de fevereiro de 2018. A alteração é feita nos estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país, e os relógios são adiantados em uma hora. 

A mudança tem o objetivo de distribuir o consumo de energia ao longo do dia para reduzir custos operacionais. Nos últimos anos, porém, o horário de verão passou a perder importância, uma vez que o consumo de energia elétrica mudou e os horários de pico de consumo se deslocaram do início da noite para o início da tarde, quando há uma maior quantidade de ar condicionado em operação. 

A economia com os custos de energia elétrica gerada ao governo caiu de 2013 para 2016 de R$ 405 milhões para R$ 159,5 milhões. 

Na semana passada, o governo cogitou fazer uma pesquisa com a população para avaliar a opinião dos brasileiros sobre o horário de verão, mas decidiu anunciar sua manutenção antes mesmo da consulta.

De acordo com Fernando Coelho Filho, ministro de Minas e Energia, o período era curto para a realização de uma pesquisa nessa sentido. No entanto, ele não descarta que a sociedade seja ouvida sobre o assunto em outro momento. 

Contato