Em minhas-financas / consumo

Novas regras prometem facilitar embarque e desembarque em aeroportos

Mudanças impactam no trânsito de aeronaves, passageiros e bagagens, reduzindo obstáculos e tempo de espera  

Aeroporto de Congonhas
(Shutterstock)

SÃO PAULO – Para eliminar obstáculos e reduzir o tempo de espera no embarque e desembarque nos aeroportos, a Conaero (Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias) publicou na sexta-feira (18) novas diretrizes e orientações para o setor. 

Entre os itens estão a facilitação no trânsito de aeronaves civis, tripulantes, passageiros, bagagens, cargas, malas postais e provisões de bordo. As iniciativas foram consolidadas em documento oficial do Programa Nacional de Facilitação do Transporte Aéreo (Profal). 

As mudanças prometem eliminar obstáculos de gestão e reduzir ao mínimo o tempo de espera, mas mantêm os padrões de segurança internacional.   

"A utilização de sistemas automatizados como o e-Gate (controle automatizado de fronteiras com leitura rápida e segura dos passaportes), prevista no Profal, é um exemplo. O equipamento já é utilizado por Guarulhos (SP), Viracopos (SP), Confins (MG) e Galeão (RJ). Com ele, cada viajante demora, em média, 15 segundos para ser identificado e liberado pelo equipamento”, explica Fabiana Todesco, diretora do Departamento de Planejamento e Gestão Aeroportuária.

Outra ação, segundo Todesco, é a compra de equipamentos voltados para atender passageiros com necessidade de assistência especial, como as rampas de acesso a aeronaves, que serão utilizadas em aeroportos regionais que não dispõem de pontes de embarques. 

 

Contato