Em minhas-financas / consumo

Anvisa suspende venda e uso de suplementos de fabricante de Goiás

Suspensão ocorre após descumprimentos de boas práticas de fabricação exigidos pela Anvisa

medicamentos
(jarmoluk/Pixabay)

 SÃO PAULO – A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) suspendeu a importação de insumos biológicos, a venda, a distribuição e uso de todos os insumos alimentícios e farmacêuticos fabricados pela empresa Idealfarma, de Goiás.

 A suspensão ocorre após investigação que mostrou descumprimentos de requerimentos de boas práticas de fabricação exigidos pela Anvisa. As falhas foram consideradas “críticas” na fabricação e fracionamento de insumos farmacêuticos e alimentícios.

Em nota enviada ao InfoMoney, a Idealfarma disse que "em inspeção solicitada pela própria empresa, um refrigerador, que armazenava apenas um tipo de hormônio, estava em desacordo com as atuais normas exigidas pela Anvisa em relação ao controle automático de temperatura" e que "foi suspensa a importação e comercialização unicamente deste insumo, até o atendimento das medidas corretivas".

Segundo a empresa "em nenhum momento houve ou há qualquer restrição para atividade corriqueira da empresa no fornecimento de matérias-primas ou mesmo qualquer interdição dos produtos fracionados, em suas embalagens fracionadas originais ou ainda na distribuição de produtos fabricados por terceiros (como, por exemplo, os fabricados pela Global Suplementos), caso contrário teriam sido também interditados no momento da fiscalização".

 Sobre a a parte da fabricação, a empresa afirma que é uma "nova área física ainda aguardando autorização de funcionamento de empresa para produtos acabados".

 

Contato