Em minhas-financas / consumo

Anvisa suspende venda e uso de marca de vitamina C

 O fabricante do suplemento é desconhecido

comprimido pílula remédio
(Shutterstock)

 SÃO PAULO – A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) proibiu a fabricação, distribuição, venda e uso de todos os lotes do suplemento de vitamina C à base de acerola com extrato de Cactaceae Hylocereus undatus da marca Cactinea.

 O fabricante do suplemento é desconhecido, mas é distribuído ou comercializado pelas empresas Nutreo Comércio Produtos Homepáticos, que será responsável pelo recolhimento dos produtos existentes em estoque, conforme determinação da Anvisa.

Contatada pela InfoMoney, a Nutreo disse que o fabricante do suplemento vitamínico não é desconhecido. A Frutase Indústria de Alimentos teria registro válido até 31 de março de 2022 na Anvisa para produzir o produto e a suspensão seria decorrente de "uma falha dentro da própria Anvisa", segundo Felipe Godoy, supervisor da Nutreo.

 

Contato