Em minhas-financas / consumo

Messi é condenado a 21 meses de prisão pelo Supremo espanhol

É provável que nem Messi nem seu pai cumpram a sentença presos

Lionel Messi - 12/12/12
(Marcelo del Pozo/Reuters)

SÃO PAULO – O jogador de futebol Lionel Messi foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes de fraude fiscal, decisão feita pelo Supremo Tribunal Espanhol.

A sentença de 21 meses, sete meses por cada um dos crimes dos quais é acusado, foi proferida por um tribunal de Barcelona em julho do ano passado.

 O órgão máximo da Justiça espanhola rejeitou o recurso apresentado pela defesa do jogador, que foi condenado por desviar 4,1 milhões de euros do equivalente ao Ministério da Fazenda espanhol entre 2007 e 2009. O pai do futebolista, Jorge Messi, também foi condenado a 15 meses.

O esquema de fraude envolvia empresas instaladas em diversos paraísos fiscais. O jogador não declarou os valores recebidos relativos aos seus direitos de imagem. 

De acordo com o Supremo espanhol, o jogador terá ainda que pagar uma multa de 2.093.000 euros, cerca R$ 7.620.000.

De acordo com o jornal El Confidencial, é provável que nem Messi, nem seu pai cumpram a sentença presos, considerando que não existem antecedentes criminais e por se tratar de uma pena inferior a 2 anos.

 O Supremo considerou que o desconhecimento do atleta se deve à sua "indiferença" e isso não pode afastar a sua responsabilidade, segundo o jornal.

 

Contato