Em minhas-financas / consumo

Dono do Papa-Tudo entra para lista de procurados da Interpol

Ele está foragido desde fevereiro deste ano por crime contra o sistema financeiro nacional

Papa tudo
(Reprodução Youtube)

SÃO PAULO - O juiz Alexandre Libonati de Alexandre Libonati de Abreu determinou que Artur Falk, dono do antigo título de capitalização Papa-Tudo, entre para lista de procurados da Interpol. Ele está foragido desde fevereiro deste ano por crime contra o sistema financeiro nacional.

O empresário foi condenado a cinco anos e dois meses de prisão em segunda instância pelos crimes de gestão fraudulenta e emissão de títulos sem lastro. Falk era controlador da Interunion Capitalização, empresa responsável pelo Papatudo.

A estimativa do Ministério Publico Federal é que o prejuízo causado na época foi de cerca de R$ 250 milhões, referentes a mais de R$ 128 milhões de cartelas de Papatudo - a maior parte adquirida por pessoas de baixa renda - que não puderam ser resgatadas.

O mandato de prisão foi expedido pela Justiça em fevereiro, com base no novo entendimento do Supremo Tribunal Federal que condenados em segunda instância devem começar a cumprir pena. Desde então, Falk não foi localizado e por isso o Ministério Público Federal pediu que ele fosse colocado na lista vermelha da polícia internacional. A decisão de inclusão na lista da interpol saiu na semana passada. Falk tem dupla nacionalidade.

O advogado que cuidava do caso não está mais respondendo pelo processo. A reportage não conseguiu localizar os advogados de Falk.

Contato